Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de março de 2020, 11h21

No Maranhão, Flávio Dino inicia entrega de kit alimentação para trabalhadores informais

Um decreto assinado pelo governador também implantou tarifa zero para cerca de 850 mil clientes da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), fornecedora de água no Estado

Maranhão iniciou entrega de kit alimentação para trabalhadores informais (Reprodução/Twitter)

O governador do Maranhão, Flávio Dino, anunciou pelas redes sociais que a distribuição de kits de alimentação para trabalhadores que estão na informalidade começou nesta terça-feira (24) em todo o estado.

“Nesta terça-feira começamos a entrega de cestas básicas para trabalhadores do comércio informal, ambulantes e catadores de resíduos sólidos. Ação vai se expandir progressivamente e chegará a todo o Estado, com o apoio dos deputados estaduais”, afirmou Dino pelo Twitter.

Nesta terça-feira (23), um decreto assinado pelo governador implantou tarifa zero para cerca de 850 mil clientes da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), fornecedora de água no Estado.

O decreto dispõe que, até 23 de maio, ficam isentas de fatura clientes pessoa física cujo consumo é de até 10 m³ (dez metros cúbicos) por mês de água e esgoto, pessoas que integram o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e são residentes em município do Programa Mais IDH e pessoa jurídica em regime de condomínio inserido na Faixa I do Programa Minha Casa Minha Vida.

No total, oito pessoas foram confirmados como positivo para o coronavírus no Maranhão – seis deles anunciados nesta segunda-feira (23).

Dos seis novos casos, quatro tiveram contato com o primeiro caso confirmado no Maranhão. Monitorados, os contactantes, todos idosos, estão cumprindo o isolamento domiciliar conforme protocolo do Plano Estadual de Contingência do Novo Coronavírus (COVID-19).

Os outros dois novos casos positivos: um homem de 43 anos, contato com caso suspeito; e, um homem de 57 anos, com histórico de viagem para São Paulo e Salvador, estão monitorados e em isolamento domiciliar.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum