O que o brasileiro pensa?
16 de julho de 2020, 23h22

Novo estudo reforça possível eficácia da cannabis no tratamento do coronavírus

Investigação de feita em universidade dos Estados Unidos mostrou a eficácia de produto com base no canabidiol (substância encontrada na cannabis) em testes realizados em roedores

A busca por um medicamento capaz de curar a infecção covid-19 pode encontrar uma boa notícia justamente em uma planta que costuma dar muitas boas notícias sobre tratamentos de outras doenças: a cannabis.

Um estudo feito pela Universidade de Augusta, nos Estados Unidos, comprovou a eficácia de um produto feito com base no canabidiol, uma substância encontrada na cannabis, em testes de laboratório feitos em animais infectados com o novo coronavírus.

Segundo os pesquisadores estadunidenses, os resultados dos testes realizados em roedores mostraram que o produto é capaz de diminuir os principais sintomas causados pelo vírus, como os efeitos nos sistemas neurológico e respiratório, e que ele ajuda principalmente no tratamento das inflamações pulmonares causadas pela covid-19.

Outra observação importante do estudo é que o produto também se mostrou eficiente na contenção da chamada “tempestade de citocinas”, um dos principais efeitos da covid-19, que consiste em produzir uma resposta do sistema imunológico acima do normal, e prejudicial para o organismo. Os autores do estudo dizem que o produto com base no canabidiol reduz a produção de citocinas pró-inflamatórias, impedindo a “tempestade”.

“Os sintomas (nos roedores) foram totalmente ou parcialmente revertidos em todos os casos, e os animais retomaram seus níveis normais após o tratamento com o canabidiol”, explica o artigo que apresenta o resultado do estudo. Agora, os pesquisadores pretendem iniciar testes em humanos, etapa que deverá ter início nas próximas semanas.

Além deste projeto estadunidense, há outros estudos que também trabalham com possíveis novos produtos baseados na cannabis para o tratamento da covid-19.

No Brasil, uma pesquisa iniciada em junho, realizada pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) avalia os efeitos da cannabis no tratamento de transtornos do humor entre médicos e enfermeiros que atuam no atendimento de casos de coronavírus.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum