Fórum Educação
30 de abril de 2020, 13h36

ONG francesa propõe entregar Prêmio Nobel da Paz a médicos cubanos por combate ao coronavírus

País socialista já enviou centenas de equipes médicas e milhares de profissionais de saúde, que estão atuando em mais de 60 países. Em 2015, médicos cubanos já haviam sido indicados por seu trabalho durante epidemia de ebola na África Ocidental

Foto: Divulgação

A colaboração de Cuba com dezenas de países do mundo, enviando seus médicos e enfermeiras para enfrentar a pandemia do novo coronavírus, tem provocado muitos aplausos por onde esses profissionais passam, e talvez poderia render até um Prêmio Nobel da Paz.

Ao menos é o que sugere a organização francesa Cuba Linda, que lançou a proposta com a qual pretende sensibilizar universidades e outras entidades europeias, para que patrocinem uma candidatura oficial ao prêmio para os profissionais de saúde cubanos que enfrentam a pandemia.

Atualmente, o país socialista mantém centenas de equipes médicas em 60 diferentes países, e em ao menos 4 continentes. São cerca de 1,8 mil os profissionais de saúde cubanos que estão combatendo a pandemia fora do seu país, neste momento.

Em comunicado no qual explica a campanha, a organização afirma que “a comunidade internacional é testemunha da solidariedade dos profissionais de saúde, que deixam seu país para prestar serviços e compartilhar experiências em outras partes do mundo, e, no caso da pandemia causada pelo novo coronavírus, chegam ao coração da Europa”.

Também indicou que “a imprensa já não pode esconder um gesto que causa surpresa a muitos na Europa, mas que já se tornou comum na África, Ásia e América Latina, onde milhares de médicos da maior ilha das Antilhas cuidam de pessoas e salvam vidas há muitos anos, desde a época do triunfo da Revolução”.

Vale lembrar que não, caso a candidatura seja oficializada, não seria a primeira vez que os médicos cubanos concorrem ao prêmio. Em 2015, em meio à epidemia do ebola na África Ocidental, sindicatos da Noruega propuseram o Nobel da Paz aos médicos da ilha.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum