Para Luís Roberto Barroso, eleições municipais não deverão ser adiadas por conta do coronavírus

O ministro considera que a crise já deve ter passado até o pleito

Para o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso, que presidirá o TSE a partir de maio, as eleições municipais no Brasil, marcadas para outubro, não devem ser adiadas por conta do coronavírus.

Barroso afirmou à coluna de Mônica Bergamo que “as eleições constituem um dos ritos vitais para a democracia. Só se deve cogitar de adiá-las diante da absoluta impossibilidade de sua realização”.

O ministro considera que a crise já deve ter passado até o pleito.

“Estamos em março. Tenho confiança de que até outubro tudo esteja sob controle. Eu trabalho com fatos, não com especulações. Aliás, na vida, boa parte das coisas que a gente teme não acontecem. Agora, se lá na frente ainda estivermos diante de uma pandemia, aí sim será o caso de se pensar em alternativas”, disse.

Congressistas iniciaram um movimento em defesa da suspensão do pleito, por conta do coronavírus.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR