Prevent escondeu que morte de médico negacionista foi por Covid

Nise Yamaguchi fez parte da equipe que fez experimentos ineficazes com Anthony Wong, revela reportagem da Revista Piauí

O médico pediatra e toxicologista Anthony Wong, usado como referência por bolsonaristas na crítica ao isolamento social e na defesa da hidroxicloroquina, teve a real causa mortis escondida. Em janeiro, o negacionista morreu justamente por conta da Covid-19 e chegou a ser “tratado” pela também negacionista Nise Yamaguchi.

Segundo reportagem da jornalista Ana Clara Costa, da Revista Piauí, a nota revelada pela família sobre a morte do médico não trazia a informação completa sobre seu óbito. Wong faleceu no hospital Santa Maggiori, ligado à rede Prevent Sênior.

A Piauí conseguiu acesso ao prontuário médico de Wong, que mostra que ele foi internado com sintomas de Covid-19 e morreu em decorrência de complicações provocadas pelo Sars-Cov-2.

Logo que chegou na unidade hospitalar, em 17 de novembro, ele informou os sintomas e a utilização de hidroxicloroquina, que não possui eficácia comprovada contra a doença, mas que era defendida por ele. Um exame constatou a infecção pelo coronavírus.

Segundo a reportagem, ele foi uma das cobais do “kit Covid” da Prevent, com hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina. Wong passou ainda por outros procedimentos ineficazes, como a ozonioterapia retal, por 20 dias. Toda essa parafernália não funcionou e ele teve que ser entubado em 21 de novembro.

A médica reponsável pelo tratamento era Nise Yamaguchi.

Wong teve que passar por traqueostomia, ventilação mecânica ainda mais invasiva, e acabou sendo acometido por uma pneumonia bacteriana. Segundo a reportagem, a infecção é um dos riscos que a respiração mecânica pode oferecer.

Apesar disso, o atestado de óbito emitido pela Prevent escondeu que o médico negacionista teve Covid-19.

Publicidade

Confira aqui a reportagem da Revista Piauí sobre a morte de Wong

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR