O que o brasileiro pensa?
20 de maio de 2020, 20h49

PT e PSOL apresentam projeto para dar apoio a profissionais na linha de frente do combate à Covid

O texto, que passou por modificações no Congresso, deve ser votado na quinta-feira

Deputado Reginaldo Lopes (PT-MG). Foto: PT na Câmara

Deputados do PT e do PSOL apresentaram um projeto que prevê a criação do Programa Apoio aos profissionais de saúde trabalhadores do combate ao COVID (PAPS-COVID). Entre as medidas previstas estão um Auxílio Atividade de Risco.

Apresentado pelos deputados federais Reginaldo Lopes (PT-MG) e Fernanda Melchionna (PSOL-RS), o texto deve ser votado pelo plenário da Câmara na próxima quinta-feira (20) após parecer do relator Mauro Nazif (PSB/RO).

“Os índices de contaminação de pessoas que estão trabalhando no enfrentamento à pandemia são alarmantes, em todas as áreas. O Congresso Nacional precisa garantir auxílio àqueles que venham a não ter mais condições de exercer sua profissão devido ao Covid-19”, afirma Lopes. “Os heróis e heroínas dessa guerra não podem ficar esquecidos”, completa.

Em razão disso, o projeto inicial traz a contratação de um seguro de vida de R$ 200 mil por parte do Governo Federal para esses trabalhadores, um auxílio aos infectados e um “salário profissional convocado” para todos os que forem convocados a atuar durante a pandemia.

Nazif modificou alguns termos do projeto em substitutivo apresentado. Agora, o texto prevê um auxílio financeiro de R$ 50 mil que será pago aos trabalhadores e trabalhadoras que ficarem permanentemente incapacitados de trabalhar em razão da pandemia, ou, em caso de morte, o mesmo valor do auxílio será pago para o cônjuge, companheiro, dependente ou herdeiro.

Além disso, o substitutivo fala em um apoio financeiro a dependentes desses profissionais em caso de morte. O valor “será calculado mediante a multiplicação da quantia de R$ 10.000,00 (dez mil reais) pelo número de anos inteiros e incompletos que, para cada um deles, falte, na data do óbito do profissional de saúde, para atingir a idade de 21 (vinte e um) anos completos”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum