Randolfe pede que Pazuello apresente exame de Covid-19 à CPI do Genocídio

"Não instalamos uma CPI de brincadeira", afirmou o senador. Pedido ocorre após notícia de que ex-ministro recebeu visita de Onyx Lerenzoni

O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), entrou com requerimento nesta sexta-feira (7) para que o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apresente ao colegiado o resultado de teste para coronavírus.

“Solicitei que o ex-ministro Pazuello apresente seu teste de COVID-19 à CPI da Pandemia. Não instalamos uma CPI de brincadeira. Devemos respostas às mais de 400 mil famílias que perderam seus entes e queremos soluções p/ o fim dessa crise. Vamos TRABALHAR”, escreveu Randolfe nas redes sociais.

Randolfe argumentou, no pedido, que “é importante saber se o ex-ministro realizou exame antes de receber o ministro da Secretaria-Geral, Onyx Lorenzoni”. A informação é do portal Poder 360.

Inicialmente, o depoimento de Pazuello, o mais aguardado da CPI, estava marcado para quarta-feira (5). Na terça-feira (4), porém, o ex-ministro pediu para que sua audiência fosse virtual ou remarcada pelo fato de ele supostamente ter entrado em contato com dois servidores que testaram positivo para a Covid-19. O depoimento, então, foi reagendado para o dia 19, já que a recomendação é que pessoas que tenham suspeitas de terem contraído o vírus fiquem, ao menos, 14 dias em quarentena.

Apenas dois dias depois do anúncio da suspeita, no entanto, o general recebeu uma visita de Onyx Lorenzoni no Hotel de Trânsito de Oficiais, onde mora, em Brasília. O flagrante foi feito pelo jornal Estadão, que viu o ministro de Bolsonaro entrando no hotel de Pazuello.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.