Fórum Educação
20 de março de 2020, 14h47

São Paulo tem primeiro detento infectado com coronavírus, diz sindicato

Em entrevista à Folha divulgada nesta sexta-feira (20), Sergio Moro afirmou que não pode "parar a segurança pública e a administração por uma epidemia que ainda não chegou nos presídios"

O ex-juiz Sergio Moro (Foto: Isaac Amorim/MJSP)

O Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifusesp) informou nesta sexta-feira (20) que um detento do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Bauru, no interior de São Paulo, contraiu coronavírus. É o primeiro caso da Covid-19 em prisões brasileiras.

Em comunicado nesta quinta-feira (19), o sindicato já havia informado que um servidor do Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, localizado na capital e que recebe um número elevado de presos para atendimento, havia sido contaminado com o vírus.

Mesmo diante da confirmação, a Secretaria de Administração Presidiária (SAP) e o governo João Doria (PSDB) mantêm visitas no sistema prisional paulista, ampliando os riscos de contágio no cenário de pandemia de coronavírus.

Em entrevista à Folha divulgada nesta sexta-feira (20), Sergio Moro afirmou que não pode “parar a segurança pública e a administração por uma epidemia que ainda não chegou nos presídios”.

“Existe uma recomendação do CNJ e cabe ao juiz fazer a avaliação. Por exemplo, alguns fazem a proposta de soltar todos os presos que não tenham sido condenados por violência ou grave ameaça. Estamos falando de todo tráfico de drogas, basicamente. Grande parte dos grandes traficantes foram condenados só por tráfico. E vamos soltar todos os traficantes do país? Não faz sentido. Não podemos parar a segurança pública e a administração por uma epidemia que ainda não chegou nos presídios”, disse.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum