O que o brasileiro pensa?
09 de maio de 2020, 08h38

Sem churrascão: surto de coronavírus no Brasil deve durar pelo menos até o ano novo, diz estudo

Enquanto Bolsonaro prega o fim da quarentena, novo estudo da Universidade de Singapura atualizou projeção do fim da disseminação da doença no Brasil, que era em julho, para 29 de dezembro

Foto: Guilherme Gandolfi

Enquanto Jair Bolsonaro prega o fim da quarentena e chega a marcar um churrasco com amigos, desrespeitando todas as recomendações de isolamento social, um novo estudo projeta que o surto de coronavírus no Brasil deve durar pelo menos até 29 de dezembro.

A projeção é da Universidade de Singapura, que através de estudos do mesmo tipo conseguiu prever o pico da pandemia em outros países.

Em abril, a mesma instituição projetou que o fim dos contágios coronavírus no Brasil se daria em meados de julho. Com o avanço no número de casos confirmados e mortes nas últimas semanas, no entanto, a projeção foi atualizada para 29 de dezembro.

O estudo se baseia em dados de pessoas contaminadas, suscetíveis e recuperadas da Covid-19. Os pesquisadores alertam, no entanto, que as projeções são suscetíveis de erro e podem ser alteradas de acordo com o comportamento da população e as medidas tomadas pelo governo.

“A evolução da Covid-19 não é completamente aleatória. Como outras pandemias, segue um padrão de ciclo de vida desde o surto até a fase de aceleração, ponto de inflexão, fase de desaceleração e eventual parada ou término”, diz um trecho do texto do estudo.

“É um estudo hipotético baseado nos dados que temos até hoje e cuja curva se atualiza diariamente baseada nos novos dados fornecidos pelas fontes”, afirmou o infectologista especializado pelo hospital Emílio Ribas, Natanael Adiwardana.

A Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, projeta que a pandemia chegará ao fim em outubro em países como a Itália e o próprio EUA. Já países como Espanha e França chegariam ao fim do surto em agosto e, o Reino Unido, em setembro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum