Fórum Educação
23 de março de 2020, 18h33

Twitter apaga publicações de Ricardo Salles e Flávio Bolsonaro sobre coronavírus

Autoridades compartilharam vídeos antigos de Drauzio Varella para criticar medidas "exageradas" contra o coronavírus

Reprodução

O Twitter apagou publicações do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do senador Fávio Bolsonaro (sem partido – RJ) por violarem as regras de uso do site. O tweets, que republicavam vídeos antigos gravados pelo médico Drauzio Varella, foram considerados uma ameaça por incentivarem a população a descumprir as recomendações das autoridades com relação à pandemia do coronavírus.

Salles e Bolsonaro publicaram, no último domingo (22), vídeos gravados em janeiro pelo médico, que diziam que não havia motivo para pânico em relação ao novo coronavírus. À época, ainda não havia casos confirmados no Brasil.

Salles fez uma série de tweets compartilhando vídeos de Drázio em momentos diferentes da crise, e Bolsonaro utilizou os comentários do médico em janeiro como forma de justificar a postura do presidente Jair Bolsonaro em relação à crise.

Salles ainda respondeu à jornalista Vera Magalhães que, pela rede, denunciou o comportamento do ministro: “Tem gente morrendo. Não há nada efetivo que o senhor possa fazer?”. Ao comentário, Salles respondeu: “O importante é ter bom senso, coisa que você não tem”.

Em sua conta na rede, Dráuzio denunciou o compartilhamento de informações fora de contexto e reforçou o conselho de ficar em casa. “Estão fazendo uso político e divulgando um vídeo antigo produzido por nós sobre coronavírus, publicado em 30/01”, explicou a equipe.

No perfil, há também um pedido para que as autoridades compartilhem informações atualizadas e responsáveis sobre a pandemia de Covid-19.

Também foi reforçado que “este vídeo não está mais no ar em nossos canais há um tempo, pois nosso compromisso é com a saúde dos brasileiros e a informação correta no momento correto”.

Dráuzio também explicou sobre o assunto em um quadro no Fantástico desse domingo (22), destacando a importância de permanecer em isolamento e tomar cuidados de higienização, sem entrar em pânico.

Em nota à Folha de S. Paulo, o Twitter afirmou que atualizou recentemente a sua política de uso e restrições “para abranger conteúdos que forem eventualmente contra informações de saúde pública orientadas por fontes oficiais e possam colocar as pessoas em maior risco de transmitir Covid-19”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum