domingo, 27 set 2020
Publicidade

Vacina russa: 100% dos voluntários testados desenvolveram imunidade contra o coronavírus, diz governo

O Ministério de Defesa da Rússia informou nesta segunda-feira (3) que a terceira fase de testes clínicos da vacina russa contra o coronavírus teve 100% de eficiência, ou seja, todos os voluntários que foram injetados com o medicamento desenvolveram imunidade contra o SARS-CoV-2.

A revisão dos voluntários vinha sendo realizada desde o dia 20 de julho, mas somente hoje foi apresentado o relatório final com esta e outras informações a respeito dos resultados dos exames.

“O exame médico final dos voluntários que participaram dos ensaios clínicos da vacina foi organizado pelo Ministério da Defesa, no hospital militar de Burdenko, em parceria com o Centro Investigação de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya (que desenvolveu a vacina)”, afirmou o comunicado russo.

“Todos os voluntários que receberam a nova vacina experimental contra o coronavírus apresentaram indicações claras de imunidade contra o patógeno, e não apresentaram qualquer tipo de efeito secundário”, garantiu o comunicado, em outra frase.

Vale destacar que o Ministério da Defesa da Rússia esteve envolvido nesta etapa de testes, e não por acaso, já que foi responsável pela seleção dos voluntários, que foram mulheres e homens membros das Forças Armadas, entre ativos e da reserva, com idades entre 20 e 80 anos.

Com esse resultado o governo da Rússia reforçou seu compromisso de realizar uma vacinação massiva da sua população, a partir do mês de outubro. O ministro da Saúde do país, Mikhail Murashko, confirmou que o governo está estudando o financiamento da distribuição, para que todos os cidadãos possam ter acesso a ela gratuitamente.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).