Venezuela registra zero contágios em 24 horas e se mantém entre os países com melhor resultado contra o coronavírus

Governo de Nicolás Maduro tem mantido uma das quarentenas mais rígidas da região, e com isso só tem 329 infectados até agora, e apenas 10 falecidos por covid-19

Considerado o inferno na terra pelo discurso da direita e da imprensa hegemônica brasileira, a Venezuela de Nicolás Maduro continua se mostrando um dos países mais bem sucedidos do mundo no combate à pandemia do coronavírus.

Nesta terça-feira (28), o presidente venezuelano anunciou pessoalmente, em declaração para a TV pública, que o país não registrou nenhum novo infectado nas últimas 24 horas. É a primeira vez que isto acontece, desde o dia 7 de março, segundo o próprio mandatário.

Com isso, a Venezuela mantém um total de 329 infectados, e apenas 10 vítimas fatais de covid-19 até o momento. O total de pacientes recuperados da doença é de 142, o que significa que ainda há 177 casos ativos no país.

Além da rígida quarentena, a Venezuela se destaca pela atuação dos grupos de profissionais de saúde, com a participação de médicos cubanos e venezuelanos, que vasculham o país de casa em casa, buscando identificar casos suspeitos e ajudar as pessoas a realizar trabalhos de prevenção.

O presidente Maduro também lançou um ousado pacote econômico para garantir o sucesso das medidas de isolamento, que inclui o pagamento, por parte do Estado, dos salários aos trabalhadores dos setores público e privado até dezembro.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR