O que o brasileiro pensa?
26 de março de 2020, 19h37

Zema não assina carta de governadores em oposição a Bolsonaro para não criar atrito com o presidente

Governador de Minas Gerais foi um dos únicos que não assinou documento pede medidas mais eficientes do governo federa contra o coronavírus

Jair Bolsonaro e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Foto: Isac Nóbrega/PR)

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), foi um dos únicos a não assinar a carta escrita pelo Fórum Nacional de Governadores sobre as medidas a serem tomadas pela União diante da pandemia de Covid-19 e seus impactos. Coronel Marcos Rocha (PSL), governador de Rondônia, também não aderiu à proposta.

Zema justificou que considera esse “um momento de união de todos os gestores públicos”, e por isso optou por não assinar o documento, que se opõe às posições do presidente Jair Bolsonaro. O governador também citou três propostas para Minas Gerais, sendo que duas delas já haviam sido contempladas em cartas anteriores enviadas à presidência.

Na carta, os governadores consideram “essencial a liderança do presidente da República e a sua parceria com governadores, prefeitos e chefes dos demais poderes”. Os líderes estaduais pedem apoio do governo federal e reforçam: “A nossa decisão prioritária é a de cuidar da vida das pessoas, não esquecendo a responsabilidade de administrar a economia. Os dois compromissos não são excludentes”.

As medidas apresentadas pelos governadores incluem suspensão do pagamento da dívida dos Estados com a União; redução da meta de superávit primário do Governo Federal; adoção de outras políticas emergenciais capazes de mitigar os efeitos da crise sobre as parcelas mais pobres das populações e apoio do governo federal no tocante à aquisição de equipamentos e insumos, além de outras 4 medidas.

“No que diz respeito ao enfrentamento da pandemia global, vamos continuar adotando medidas baseadas no que afirma a ciência, seguindo orientação de profissionais de saúde e, sobretudo, os protocolos orientados pela Organização Mundial de Saúde (OMS)”, diz o documento.

Entre os governadores, a avaliação é de que Zema apresentou uma postura egoísta ao “se curvar” ao governo federal em um momento em que a união dos líderes é necessária.

Leia a carta na íntegra.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum