Imprensa livre e independente
28 de julho de 2016, 12h27

Corte de 51% da verba da Rede Nacional de Pesquisa pode deixar 740 universidades sem internet

Governo reduziu aporte de R$ 258 milhões para R$ 126 milhões neste ano; medida pode prejudicar estudantes, professores, pesquisadores e pacientes de hospitais universitários em todo o país.

Governo reduziu aporte de R$ 258 milhões para R$ 126 milhões neste ano; medida pode prejudicar estudantes, professores, pesquisadores e pacientes de hospitais universitários em todo o país Por Redação* Com o pretexto de economizar, o governo federal reduziu a verba destinada à Rede Nacional de Pesquisa, de R$ 258 milhões, em 2015, para R$ 126 milhões neste ano, o que representa uma diminuição de 51%. Com o corte, até setembro 740 unidades de universidades no interior do Brasil podem ficar sem internet. O repasse costuma ser feito em maio, mas até agora o valor não foi depositado. Nelson Simões, diretor geral da Rede, aponta...

Governo reduziu aporte de R$ 258 milhões para R$ 126 milhões neste ano; medida pode prejudicar estudantes, professores, pesquisadores e pacientes de hospitais universitários em todo o país

Por Redação*

Com o pretexto de economizar, o governo federal reduziu a verba destinada à Rede Nacional de Pesquisa, de R$ 258 milhões, em 2015, para R$ 126 milhões neste ano, o que representa uma diminuição de 51%.

Com o corte, até setembro 740 unidades de universidades no interior do Brasil podem ficar sem internet. O repasse costuma ser feito em maio, mas até agora o valor não foi depositado.

Nelson Simões, diretor geral da Rede, aponta que, caso o dinheiro não seja repassado nos próximos meses, estudantes, professores, pesquisadores e pacientes de hospitais universitários podem ser seriamente prejudicados.

“Se nós não tivermos a liberação dos recursos de fomento deste ano entre agosto e setembro, nós teremos que realizar, gradualmente, o corte de algumas dessas conexões de internet. Começando pelas que custam mais”, avisou.

Importância da Rede

Presente em todo o território, a Rede Nacional de Pesquisas também realiza a integração de campi universitários com pesquisadores internacionais. Ela promove desde aulas por videoconferência até cirurgias e controle digital de medicamentos em hospitais.

Veja também:  Curso de formação da Polícia Civil-SP inclui obras de Djamila Ribeiro e Silvio de Almeida na bibliografia

Para pesquisadores, manter o nível de ensino será impossível se a situação com o governo se mantiver. A verba destinada à Rede é dividida entre quatro ministérios: o de Defesa, Saúde, Educação e a pasta de Ciência, Tecnologia e Comunicação. Esta, por sua vez, afirmou, em nota, que o repasse será feito e confirmou que deve ser menor que o do ano anterior.

* Com informações da CBN
Foto de capa: Agência Brasil

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum