Imprensa livre e independente
10 de julho de 2019, 08h35

Crianças fardadas exibem réplicas de armas em desfile de 9 de Julho em São Paulo

Em nota, a assessoria da PM de São Paulo disse que "valoriza as crianças que têm orgulho em vestir a farda de seus verdadeiros heróis". Fabricação e venda de armas de brinquedo são proibidas no estado desde 2014

Crianças durante desfile de Nove de Julho em São Paulo (Reprodução/Governo de São Paulo)
O culto ao armamentismo dissimulado pelo governo Jair Bolsonaro chegou às mãos das crianças. Nesta terça-feira (9), crianças fardadas exibiam simulacros de armas de fogo durante desfile em comemoração do 87° aniversário do início da Revolução Constitucionalista de 1932, realizado no Parque do Ibirapuera, na capital paulista. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo A assessoria da Polícia Militar assegurou que a arma não é verdadeira e que os pais serão orientados a não mais deixarem seus filhos portarem armas de brinquedo em futuros desfiles. Na nota, a PM paulista...

O culto ao armamentismo dissimulado pelo governo Jair Bolsonaro chegou às mãos das crianças. Nesta terça-feira (9), crianças fardadas exibiam simulacros de armas de fogo durante desfile em comemoração do 87° aniversário do início da Revolução Constitucionalista de 1932, realizado no Parque do Ibirapuera, na capital paulista.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A assessoria da Polícia Militar assegurou que a arma não é verdadeira e que os pais serão orientados a não mais deixarem seus filhos portarem armas de brinquedo em futuros desfiles.

Na nota, a PM paulista diz ainda que “valoriza as crianças que têm orgulho em vestir a farda de seus verdadeiros heróis” e que “motiva as crianças a desfilarem na homenagem do Nove de Julho como forma de incentivar seu patriotismo e civismo.”

Proibição
O artigo 26 Estatuto do Desarmamento, de 2003, proíbe a fabricação, venda e importação de réplicas ou armas de brinquedo, com exceção das réplicas e simulacros destinados à instrução, ao adestramento ou à coleção de usuário autorizado.

Veja também:  Fórum Onze e Meia | Executivo da Odebrecht diz que foi forçado a mentir pra condenar Lula

Desde janeiro de 2014, a legislação de São Paulo também proíbe a fabricação e venda de armas de brinquedos em todo o Estado. O texto prevê multa de cerca de R$ 20 mil para quem desrespeitar a regra.

A lei foi proposta tendo como base em um estudo do Instituto Sou da Paz sobre a presença de armas de brinquedo em crimes cometidos na cidade de São Paulo. O levantamento mostrou que, das 2.383 armas apreendidas com assaltantes na capital em 2011, 33% eram de brinquedo. Entre o material apanhado pela polícia em 2012, o percentual subiu para 41%.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum