Sérgio Reis tem shows e comerciais cancelados após fala golpista

De acordo com declarações do próprio cantor, ao menos quatro shows e dois comerciais foram cancelados; comercial de rede de supermercados do Paraná também foi tirado do ar

Sérgio Reis - Foto: Divulgação
Escrito en CULTURA el

Após ameaças ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Senado, foram suspensos nesta quarta-feira (18), os comerciais da Rede Condor de Supermercados na TV, tendo o cantor e compositor bolsonarista Sérgio Reis como garoto-propaganda.

De acordo com informações do jornalista e fotógrafo Eduardo Matysiak, de Curitiba, “a Rede Condor suspendeu o anúncio na TV com Sérgio Reis, até os totens com ele foram retirados da lojas”, diz ao Viomundo o jornalista.

https://twitter.com/EduardoMatysiak/status/1428122635179905026

Matysiak informa ainda, através do Viomundo, que o dono da Rede Condor é bolsonarista. Na eleição de 2018, mandou carta aos funcionários para que votassem no candidato dele à presidência.

“Provavelmente houve pressão dos consumidores”, avalia Matysiak.

A Rede Condor de Supermercados existe há 46 anos e, atualmente, tem 56 lojas em 17 cidades do Paraná e 3 cidades de Santa Catarina.

O site contatou a assessoria de comunicação da rede, que divulgou a seguinte nota:

A rede informa que a campanha com o Sérgio Reis foi realizada para o lançamento do Entreposto de Carnes e cumpriu o seu objetivo de apresentar a novidade para os clientes. A campanha fez parte do lançamento, que também conta com outras séries de ações de divulgação que a empresa está promovendo.

Em entrevista exclusiva ao Congresso em Foco, no entanto, Sérgio Reis contradiz a explicação oficial da Condor.

“Querem me massacrar. Já estou tendo prejuízo. Cancelaram quatro shows e dois comerciais que ia fazer agora. Tiraram do ar um que faço para um supermercado de Curitiba. Vão tirar por um mês do ar e esperar para ver o que acontece”.

Notícias relacionadas

Temas