STREAMING

'Round 6: O Desafio': saiba tudo sobre o reality polêmico da Netflix

Derivado da série coreana de sucesso estreou envolto em críticas

Cena de "Round 6: O Desafio".Créditos: Divulgação/Netflix
Escrito en CULTURA el

Estreou na última quarta-feira (22), na Netflix, o reality ???Round 6: O Desafio”, baseado na série homônima da plataforma. O reality terá dez episódios, com média de 50 minutos de duração. Até agora, foram lançados os cinco primeiros. Os capítulos seis a nove chegam à Netflix nesta quarta-feira (29) e o décimo e último episódio no dia 6 de dezembro.

Qual a premissa de ‘Round 6: O Desafio’

Em “Round 6”, a série coreana sucesso de 2021, um grupo de pessoas é levado a participar de uma competição pelo prêmio de 4,56 milhões de wons, a moeda coreana. No entanto, o que eles só descobrem ao chegarem no local da competição é que os jogos são letais para aqueles que perderem.

Em “Round 6: O Desafio”, o ficcional dá lugar ao real e um grupo de 456 participantes compete pelo prêmio milionário, desta vez em dólar, o equivalente a cerca de R$ 22,3 milhões, em um ambiente semelhante ao da série, mas sem a consequência letal para os perdedores.

Até os guardas replicam os que aparecem na série original. O produtor executivo do reality, Toni Ireland, explicou que eles foram contratados para replicar o ambiente sinistro do show original, inclusive com trajes, máscaras e comportamento geral exatamente iguais aos dos guardas da série de ficção.

Foram atribuídos números aos participantes como em “Round 6” (2021), distribuídos aleatoriamente, segundo a Netflix.

Os jogos que compõem as fases do reality também são semelhantes aos da série, que, por sua vez, são baseados em jogos infantis populares na Coreia do Sul, incluindo Batatinha Frita 1,2,3 e Colmeia de Açúcar. O elenco é composto por pessoas comuns e alguns influencers do TikTok e Instagram.

Polêmicas envolvendo ‘Round 6: O Desafio’

O reality show da Netflix está envolto em polêmicas desde seu anúncio, quando a empresa foi criticada por criar um produto que replica justamente o que a série em que é baseado critica.

As polêmicas só aumentaram após quatro ex-participantes virem a público afirmar, em uma entrevista à Rolling Stone norte-americana, que o reality era “manipulado” e que foi a experiência “mais cruel e maldosa” que já viveram.

Eles explicaram que as gravações foram realizadas em condições desumanas, exemplificando que, durante as gravações do jogo Batatinha Frita 1,2,3, quando eram eliminados, não podiam se mexer por 30 minutos, em uma temperatura com sensação térmica de -10ºC. Como consequência, pelo menos dez participantes desmaiaram. 

"Fomos tratados como cavalos em uma corrida, da maneira mais fria, e a corrida era constante", resumiram.

Os ex-jogadores disseram ainda que o jogo foi manipulado com a intenção de favorecer alguns participantes, muitos famosos nas redes sociais ou com histórias que os produtores queriam explorar.

As denúncias, ocorridas em fevereiro, foram corroboradas após a estreia do reality por uma matéria do Deadline, que afirma que alguns participantes estão ameaçando processar a Netflix por terem sofrido de hipotermia e estresse durante as filmagens.

Segundo o site, o escritório de advocacia britânico Express Solicitors abriu queiras para dois participantes.

“Os competidores pensaram que estavam participando de algo divertido e os feridos não esperavam sofrer tanto. Agora eles ficaram com lesões após passarem um tempo presos em posições dolorosas e estressantes em temperaturas frias”, disse a firma em comunicado.

À época das primeiras acusações, a Netflix  afirmou que "os participantes estavam preparados para isso" e  que "quaisquer alegações de ferimentos graves são falsas", dizendo que apenas três pessoas buscaram atendimentos médico durante as gravações.