#Fórumcast, o podcast da Fórum
25 de setembro de 2019, 17h40

Bacurau é destaque no principal jornal da França, o Le Monde

Filme de Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho é sucesso de bilheteria no Brasil e acaba de estrear na França, com direito a matéria de página inteira em um dos mais importantes jornais do mundo

Divulgação

O jornal francês Le Monde deu matéria de página inteira para falar de “Bacurau”, filme escrito e dirigido pelos pernambucanos Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho e que acaba de estrear em Paris. O periódico destaca as críticas sociais que são mostradas na película que se passa em um Nordeste futurista dentro de uma cidade que luta para não ser extinta do mapa. A obra é sucesso de bilheteria no Brasil.

Kleber, que também é responsável pelos filmes “O Som ao Redor” e “Aquarius”, destaca que a narrativa do filme reflete um pouco da divisão que o país se encontra atualmente, principalmente após a eleição de Jair Bolsonaro para a presidência do Brasil.

Leia também
“Bacurau”, porque esta nossa vida só não basta

“Tudo o que se passa no filme é um reflexo dos problemas crônicos de nossa sociedade. Hoje, a sociedade brasileira está tão dramaticamente dividida que, se você diz que acredita numa coisa tão básica quanto a educação para todos, você é imediatamente chamado de comunista”, comentou o cineasta ao Le Monde.

Além da matéria, o jornal francês fez uma crítica sobre o filme e uma entrevista com os diretores. Um dos pontos abordados foi os ataques que o governo federal vem fazendo ao cinema brasileiro, com censuras e cortes de verba. Essas decisões do governo estão assuntando Mendonça. “Tantas coisas acontecem que já nem sabemos mais como reagir. A cultura é ao mesmo tempo uma identidade e uma indústria. Este filme gerou 800 empregos”, explica.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum