Banda Muddora coloca Baixada Fluminense mais uma vez na cena do rock

Videoclipe de “Entre Mim e Você”, com roteiro e direção de Letícia Joanni Mattedi, conta com a participação da atriz Carla Nunes (TV Globo)

Publicidade

Nova Iguaçu, na Baixada Fluminese, é terra de bandas que estão na história do rock carioca como KMD5, Negril, Cidade Negra, Nocaute, Cabeça de Nego, Ubandu Du Reggae, Força da Gravidade, entre tantos talentos.

Em 2018, após a saída de alguns integrantes da banda N.I.G, cinco amigos de longa data decidiram que não era a hora de acabar de vez.  Reuniram-se sob o novo nome, Muddora, que vem a ser a união das palavras mudança e hora. 

Em abril a banda assinou com o selo Astronauta e acaba de lançar dois singles: “Entre Mim e Você” e “Mentes e Loucuras”, que acabam de ser lançados nas plataformas digitais junto com o videoclipe de “Entre Mim e Você”, com roteiro e direção de Letícia Joanni Mattedi e a participação da atriz Carla Nunes (TV Globo).

Carla Nunes. Foto: Rodrigo Lopes/Divulgação

Muddora traz influências de sons pesados, bem construídos, com belos arranjos, letras e melodias. Alter Bridge, Creed; Scott Stapp; e Slashft Miles Kennedy and The Conspirator são algumas das referências.

Formada por Déh (também guitarrista na veterana banda de rap Nocaute), idealizador e também o compositor das canções. Ao seu lado, como braço direito de suas composições e arranjos, existe o amigo e músico Lionel (guitarra solo). Completam a banda Léo Monteiro (vocal), escolhido por seu alcance vocal alto, sem drives, refinado. Na cozinha estão os músicos Vini (bateria) e Félix (contrabaixo).

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR