Cassiano, autor de “É primavera” e “A lua e eu”, está intubado e em coma induzido

Sobrinha disse que o músico foi ressuscitado: “não sabemos se ele teve uma parada cardíaca ou respiratória”

O cantor Cassiano, 77 anos, autor de vários sucessos da nossa música, entre eles “É primavera” e a “A lua e eu”, passou mal, neste domingo (26), e teve que ser atendido na UPA de Copacabana, no Rio de Janeiro. 

De acordo com informações da coluna de Ancelmo Gois, no Globo, a sobrinha Verônica Chocopunk disse que o músico foi ressuscitado: “não sabemos se ele teve uma parada cardíaca ou respiratória”.

O cantor ficou um tempo na UPA aguardando leito em um CTI (Centro de Terapia Intensiva) que não estivesse ocupado por pacientes com Covid-19, pois não é o caso do cantor. Um tempo depois, o prefeito Eduardo Paes avisou que conseguiu o CTI para ele.

Cassiano foi levado para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Está intubado e em coma induzida. O compositor fez, há muitos anos, uma cirurgia e retirou uma parte do pulmão.

Um boletim emitido pelo Carlos Chagas informa: “de acordo com a direção do hospital, o paciente encontra-se em estado de saúde grave”.

Amigo de Tim Maia, Cassiano tem vários sucessos. Além de “É primavera” e “A Lua e Eu”, fez também “Coleção”, “Eu Amo Você”, “Mister Samba”, “Morena”, entre outros.

Nascido na Paraíba, Cassiano viveu pouco tempo no estado sendo que uma das poucas lembranças que tem dessa época é a amizade que seu pai tinha com Jackson do Pandeiro. No fim da década de 1940 mudou-se com a família para o Rio de Janeiro e trabalhou como assistente de pedreiro. Foi nessa época que aprendeu com o pai os primeiros acordes de bandolim e violão.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.