Chloé Zhao, de “Nomadland”, é a primeira mulher não branca a vencer o Oscar de melhor direção

Chinesa é a segunda diretora mulher a vencer a categoria. Premiação tem mais de 90 anos

A cineasta chinesa Chloé Zhao, de 39 anos, é a primeira mulher não branca a vencer o Oscar de melhor direção. A diretora de “Nomadland” também é a segunda mulher a vencer a categoria em mais de 90 anos de premiação. O evento aconteceu neste domingo (25), em Loas Angeles.

Nascida e criada em Pequim, Zhao ainda foi premiada com outras duas estatuetas: melhor filme e melhor atriz, graças ao trabalho da norte-americana Frances McDormand. Caso Nomadland também ganhasse em roteiro adaptado, a cineasta alcançaria outra marca histórica: a última vez que alguém ganhou quatro Oscars na mesma noite foi Walt Disney, em 1954.

Nomadland é um drama norte-americano que conta a história de nômades da terceira idade sem emprego ou aposentadoria. Empobrecidos pela crise econômica, as personagens viajam pelo Oeste dos Estados Unidos em trailers vivendo de empregos temporários.

Zhao começou a estudar cinema em 2010, quando se matriculou na escola de cinema da Universidade de Nova York, onde teve aulas com Spike Lee e começou a filmar curtas. “Você não precisa ser um mestre em nada, apenas um pau para toda obra para ser um diretor”, afirma ela. “Eu contrato pessoas que são realmente boas em seu ofício e as coloco juntas”, completa.

A chinesa também dirigiu “Domando o Destino” (The Rider, no título original), que fala sobre a vida de Brady Jandreau, uma estrela em ascensão do circuito de rodeio, mas que sofre um trágico acidente de equitação. Em seu trabalho mais recente, Zhao dirigiu o filme “Os Eternos”, da Marvel, que tem no elenco nomes como Salma Hayek e Angelina Jolie.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.