Cinema e Política em Paris: 17° ‘Brésil en Mouvements’ terá Jean Wyllys, Jamil Chade e Raí

Este ano, tradicional festival, idealizado para que o público francês compreenda o Brasil, tratará do trágico momento histórico vivido pelo país e dos retrocessos do governo Jair Bolsonaro

O já tradicional Festival de Cinema Brésil en Mouvements, realizado em Paris há 17 anos, que começa nesta sexta-feira (1°) e vai até 3 de outubro, trará em sua edição de 2021 o ex-deputado Jean Wyllys, o jornalista Jamil Chade, o ex-jogador de futebol Raí, a diretora Dacia Ibiapina e a professora Leila Xavier. Eles participarão das mesas de debates instaladas após as apresentações dos documentários da mostra.

O Brésil en Mouvements foi concebido com o intuito de levar ao público francês a problemática do Brasil, um país diverso, complexo e singular. Só que neste ano, por conta de todas as agruras e da acentuada crise econômica e social imposta ao país pelo governo Jair Bolsonaro, o trabalho de informar a comunidade internacional sobre os retrocessos ultrajantes vividos pelos brasileiros será maior.

Serão temas discutidos no festival o ódio crescente, o desemprego elevado, a multiplicação da pobreza em escala nunca vista, a destruição da estrutural cultural do país e a devastação do meio ambiente, não sem expor aos espectadores o processo de resistência levado a cabo por parte de setores da sociedade brasileira, que tentam evitar o total esfacelamento de nossa democracia.

Brésil en Mouvements é o mais importante evento de filmes documentários produzidos no Brasil de todo continente europeu e é realizado no cinema Les 7 Parnassiens, ao lado do elegante cemitério parisiense Montparnasse. As obras que serão apresentadas passam por temas diversos, como a luta dos povos indígenas, os jovens na política, os torcedores organizados que encamparam protestos contra o governo, o golpe parlamentar que derrubou a ex-presidenta Dilma Rousseff, comunidade LGBTQIA+, entre outros.

Para mais informações sobre o Brésil en Mouvements acesse o site oficial do festival clicando aqui.

Avatar de Henrique Rodrigues

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR