Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de janeiro de 2020, 17h09

Conceição Evaristo e Rennan da Penha aparecem como exemplos para os jovens na novela Bom Sucesso, da Globo

Dois personagens icônicos da cultura e da militância negra

Foto: Montagem/Reprodução

A escritora Conceição Evaristo e o DJ Rennan da Penha, dois personagens icônicos da cultura e da militância negra apareceram como exemplos para os jovens das periferias na novela “Bom Sucesso”, da TV Globo.

Na trama, que tem como um dos núcleos principais uma editora de livros, a personagem Alice (Bruna Inocencio) é uma escritora negra, moradora do bairro carioca de Bonsucesso que lança seu primeiro livro.

No capítulo de segunda-feira (20), no trem, a caminho do lançamento, protagonistas da novela fazem um Slam e são surpreendidos por Rennan. O músico, que também é produtor e foi responsável pela explosão do Funk 150 BPM, oferece uma oportunidade de emprego ao personagem Luan.

Já no lançamento, em cena que foi ao ar nesta terça-feira, a escritora Conceição Evaristo comparece e emociona a todos. No diálogo com a filha de Paloma (Grazi Massafera), a escritora disse: “Não iria perder a oportunidade de estar aqui com uma escritora negra e tão jovem que está aí para continuar os nossos caminhos”.

Na sequência, Alice continuou: “Que honra! Você é uma referência! A minha professora Francisca (Gabriela Moreyra) me emprestou um livro seu, Olhos D’água, foi uma inspiração para mim”.

Conceição Evaristo

Com uma trajetória parecida com a da personagem da novela, Conceição Evaristo é de origem humilde. Cresceu em uma família com nove irmãos e teve que trabalhar como empregada doméstica para pagar os estudos. Ativista do movimento negro, é mestra em Literatura Brasileira pela PUC-Rio, e doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense.

DJ Rennan da Penha

O DJ Rennan da Penha conseguiu um habeas corpus do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em dezembro. Absolvido em primeira instância e condenado por associação para o tráfico, o jovem estava preso desde abril no presídio Bangu 9, no Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio.

O pedido de soltura foi protocolado pela defesa, logo após o Supremo Tribunal Federal (STF) mudar em julgamento o entendimento sobre a prisão após condenação em segunda instância.

Em março, Renan Santos da Silva foi condenado 6 anos e 8 meses em regime fechado. Ele havia sido absolvido das acusações em primeira instância, mas o Ministério Público do Rio recorreu e a Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio acatou o pedido e o condenou em segunda instância.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum