Entrevista exclusiva com Lula
21 de novembro de 2019, 07h59

Diretor de ‘Lula, o filho do Brasil’, cineasta Fábio Barreto morre aos 62 anos

Cineasta estava em coma havia 10 anos, desde que sofreu um grave acidente de carro no Rio de Janeiro. Corpo será velado no cemitério do Caju, na capital fluminense, nesta sexta-feira (21)

Fabio Barreto e Glória Pires nas gravações de Lula, o Filho do Brasil (Arquivo)

Em coma desde dezembro de 2009, quando sofreu um grave acidente de carro na zona sul do Rio de Janeiro, o cineasta Fábio Barreto, diretor de filmes como “Lula, o filho do Brasil” e “O quatrilho”, morreu na noite desta quarta-feira (20) na capital fluminense.

O cineasta morreu no Hospital Samaritano de Botafogo e o velório está marcado para esta sexta-feira (21) de manhã, no Memorial do Carmo, no Caju. À tarde, o corpo do diretor será cremado.

Vindo da família mais famosa da produção de cinema no Brasil, Fábio começou a trabalhar em 1977 como diretor de curtas-metragens.

Ele foi assistente de direção do também cineasta Cacá Diegues em “Bye bye Brasil” (1979) e dirigiu seu primeiro longa em 1982, Índia, a filha do sol”, com Gloria Pires, que foi exibido no Festival de Cannes.

Ao todo, Fábio Barreto dirigiu 13 filmes e teve O Quatrilho (1995) indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

O último trabalho foi a biografia cinematográfica do ex-presidente Lula, lançado em janeiro de 2010, quando o cineasta já estava em coma.

Baseado no livro de Denise Paraná, o longa conta a história da vida do ex-presidente, vivido nas telas por Rui Ricardo Dias, na época do sindicalismo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum