domingo, 20 set 2020
Publicidade

Exonerada por “irregularidades na campanha”, secretária do Audiovisual sai escoltada do prédio

A secretária do Audiovisual do governo federal, Katiane Gouvêa, será exonerada do cargo. Apesar da decisão ainda não ter sido publicada no Diário Oficial, a informação foi confirmada na manhã desta quarta-feira (11) em nota pela Secretaria Especial de Cultura. Ela durou somente duas semanas no cargo.

Servidores da secretaria do Audiovisual relataram que Katiane foi escoltada por seguranças para deixar o prédio da secretaria de Cultura, onde fica a pasta do audiovisual.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

A decisão é emergencial. Há um clima de tensão na Secretaria Especial de Cultura para inclusive rever atos e procedimentos de Katiane.

Katiane Gouvêa, conhecida como Katiane da Seda, foi candidata a deputada federal em 2018, pelo PSD. Ela ocupou a diretoria de relações governamentais da Abraseda (Associação Brasileira de Seda). Com 960 votos, não se elegeu. Ela não tem qualquer relação e nem é conhecida por trabalhos no meio cultural.

O secretário de Cultura, Roberto Alvim, disse em nota que resolveu exonerar Katiane “ao tomar conhecimento de que ocorreram fatos em sua campanha eleitoral que, supostamente, podem configurar irregularidade. Até que esses fatos sejam devidamente esclarecidos pela autoridade competente, o Secretário decidiu por bem, em nome da lisura da coisa pública, afastá-la de suas funções de imediato”.

Com informações da coluna de Mônica Bergamo

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.