Freddie Mercury: relembre os dez maiores sucessos do artista no Brasil; vídeos

Líder da banda Queen, o artista nos deixou há 30 anos em decorrência de complicações com a Aids

Há exatos 30 anos, completados nesta quarta-feira (24), o cantor, compositor e músico Freddie Mercury nos deixava, em decorrência de complicações com a Aids. Se estivesse vivo ele teria completado 75 anos no último dia cinco de setembro.

Mercury, ao contrário da maioria dos cantores de bandas de rock, além de ter uma extensão vocal privilegiada, era um grande músico. Sabia tocar vários instrumentos e, como se não bastasse, ainda foi o autor da maioria dos sucessos do Queen, sua lendária banda.

Em março de 2001, há 40 anos, eu estava no meio dos 130 mil espectadores (número impensável hoje por conta das leis de segurança) que tivemos a honra de assistir o Queen no Estádio do Morumbi. A apresentação era um desfilar sem fim de sucessos, entre eles “We Will Rock You“, “Another One Bites The Dust“, “Bohemian Rhapsody“, “Love of My Life“, “Crazy Little Think Called Love” e “We Are The Champions“. Todos cantados em coro por aquela multidão enorme.

Freddie Mercury foi o nome artístico escolhido por Farrokh Bulsara, que nasceu em Zanzibar, na Tanzânia. O Escritório Centra de Arrecadação de Direitos Autorais (ECAD) fez um levantamento das canções mais tocadas e gravadas de Mercury no Brasil nos últimos cinco anos.

O artista tem 183 músicas e 2.160 gravações cadastradas no banco de dados do Ecad. Relembre abaixo quais são as dez primeiras:

Crazy little thing called love (Freddie Mercury)

Love of my life (Freddie Mercury)

Under pressure (Freddie Mercury /John Deacon/Roger Taylor/Brian May/David Bowie)

Publicidade

Bohemian rhapsody (Freddie Mercury)

We are the champions (Freddie Mercury)

Publicidade

Don’t stop me now (Freddie Mercury)

Somebody to love (Freddie Mercury)

How can I go on (Freddie Mercury /Moran Mike)

The show must go on (Freddie Mercury /John Deacon/Roger Taylor/Brian May)

I was born to love you (Freddie Mercury)

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR