Galeria de Arte de Manchester retira de exposição obra com meninas nuas

Curadora do local justifica atitude alegando que a remoção do quadro “Hylas and the Nymphs” não foi motivada por censura, mas para abertura do debate sobre o tema.

Curadora do local justifica atitude alegando que a remoção do quadro “Hylas and the Nymphs” não foi motivada por censura, mas para abertura do debate sobre o tema.

Da Redação*

A onda de censura em locais de exposição de arte e cultura parece que não se restringe ao Brasil atual. A Galeria de Manchester, na Inglaterra, removeu o quadro “Hylas and the Nymphs”, John William Waterhouse, de sua exposição. A imagem mostra meninas nuas. De acordo com a curadora da galeria, Clare Gannaway, a retirada da obra tem o objetivo de abrir um debate e, não, é uma forma de censura.

“Queremos criar um espaço para debates sobre como expor e interpretar as obras de arte em Manchester”, afirmou ela. A obra se encontrava na sala “Em Busca de La Belleza” e estava exposta com outras pinturas do século 19 dominadas pelo nu feminino. Gannagay afirmou que o nome era um “mau título para aquele espaço” e ainda disse que “os personagens femininos do quadro são representados como um sujeito passivo e decorativo”.

No lugar do quadro, o museu está aplicando alguns posts mostrando as opiniões do público sobre a retirada da obra. Alguns, dizem que a atitude abre um perigoso precedente. Outros, que a foi uma ação politicamente correta.

*Com informações do G1

Foto: Divulgação/ Galeria de Arte de Manchester

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.