Governo chileno gera repúdio por concurso literário que associa Luis Sepúlveda ao coronavírus

Iniciativa pretendia “homenagear” o escritor, vítima da doença, pedindo textos com o tema “O Coronavírus e Eu”, o que provocou chuva de críticas

O escritor chileno Luis Sepúlveda, que faleceu na Espanha no último dia 16 de abril, vítima do coronavírus, ganhou uma “homenagem” de extremo mau gosto do seu país natal.

O Ministério da Cultura do governo neoliberal de Sebastián Piñera lançou o 1º Concurso Literário Luis Sepúlveda. Até aí, a iniciativa estava bem, o problema foi o tema anunciado para os textos que pretendem participar do evento: “O Coronavírus e Eu”.

A ideia provocou forte repúdio em diversos setores da classe artística chilena. O músico e radialista Marco Canto chegou a publicar, em seu Twitter: “sério que o governo pensa que isto é uma `homenagem´ a Luis Sepúlveda? É quase uma ode ao humor negro”.

A rejeição foi tão grande que o poster e as regras do concurso foram apagados das redes sociais e dos sites de divulgação do Ministério da Cultura horas depois do lançamento.

O escritor chileno Luis Sepúlveda foi muito amigo do líder ambientalista brasileiros Chico Mendes, a quem dedicou uma de suas obras mais conhecidas: “O velho que lia romances de amor”. Também é autor de livros como “História de um cão chamado Leal”, “Mundo do fim do mundo” e “Diário de um killer sentimental”.

Em seu país, foi apoiador do governo de Salvador Allende (1970-1973), mas preferiu deixar o país após o golpe de Estado liderado por Augusto Pinochet (ocorrido no dia 11 de setembro de 1973), fixando residência na Espanha, a partir de então.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR