domingo, 20 set 2020
Publicidade

Jorge Portugal, compositor e ex-secretário de Cultura da Bahia, morre em Salvador

A Bahia perdeu nesta segunda-feira (3) uma das figuras mais importantes do seu cenário cultural. O professor e escritor Jorge Portugal faleceu aos 63 anos, após uma falência cardíaca agora. Ele estava internado na UTI do Hospital Geral Roberto Santos, em Salvador, desde a tarde desta mesma segunda.

Formado em Letras pela UFBA (Universidade Federal da Bahia), Jorge Portugal foi uma figura destacada da cultura baiana nos últimos tempos. Autor de poemas importantes e de canções como “Só se vê na Bahia”, em parceria com Roberto Mendes, além de sucessos que foram gravados por artistas como Maria Bethânia, Gal Costa, Margareth Menezes e Elba Ramalho.

Portugal também teve passagem pela política, mesmo que sem sair da área da Cultura: foi secretário de Cultura do Estado da Bahia entre os anos de 2015 e 2017, durante o primeiro mandato de Rui Costa.

Após o anúncio do seu falecimento, diversas figuras importantes do mundo da cultura em todo o Brasil manifestaram seus pêsames pela perda de Jorge Portugal.

A atual secretária de Cultura da Bahia, Arany Santana, destacou que “a Bahia perdeu um grande educador, intelectual e artista, um homem que amava as letras e a cultura, o nosso amado Jorge Portugal. Santamarense, filho de Oxóssi, sua sensibilidade e inteligência lhe abriram caminhos para que conquistasse espaço e tivesse sua voz ouvida por todos os cantos deste Estado que ele tanto amou. Perdemos um grande poeta.  Homem negro, professor, grande compositor, e ex-secretário de Cultura da Bahia, com quem tive o privilégio de trabalhar durante a sua gestão e a desafiadora missão de o suceder. Fui honrada por seu apoio”.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).