O que o brasileiro pensa?
02 de julho de 2020, 11h31

Mário Frias, novo secretário de Cultura, faz limpa nos cargos de Regina Duarte

Nesta quinta-feira foram publicadas duas exonerações

Mario Frias (Divulgação)

Novo secretário especial da Cultura, Mário Frias, que tomou posse no dia 24 de junho, começa a exonerar servidores nomeados pela ex-secretária Regina Duarte. Nesta quinta-feira (2), foram publicadas no Diário Oficial da União, em portarias assinadas por Braga Netto, ministro chefe da Casa Civil, as exonerações de Heber Moura Trigueiro, secretário Nacional do Audiovisual, e Caio Fagundes Kitade, Secretário Nacional de Desenvolvimento Cultural.

Tanto Trigueiro quanto Kitade são servidores de carreira. Trigueiro já atuou também na iniciativa privada como roteirista, produtor e montador de cinema. Kitade atuou no Ministério da Economia, por meio da Secretaria da Receita Federal e à Procuradoria Geral da Fazenda.

O ex-chefe de gabinete de Regina Duarte, Pedro Horta, foi exonerado em maio e passou a exercer o cargo de substituto eventual do secretário da Secretaria da Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura em seus afastamentos e impedimentos legais ou regulamentares.

Antes de entrar na secretaria, em março, Horta comandava o departamento comercial da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). Ele já foi secretário parlamentar e advogado de Celso Russomanno, candidato a deputado e a vereador e professor de direito constitucional.

Foram exonerados também Odecir Luiz Prata da Costa, que era diretor do Departamento de Fomento Indireto da Secretaria Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura. Neuran Pereira da Silva deixa o cargo de diretor do Departamento de Fomento Direto e do Programa de Cultura do Trabalhador, ligado à Secretaria Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura.

O novo secretário especial de Cultura do governo Bolsonaro, Mario Frias, faltou à uma audiência na Câmara dos Deputados, na manhã desta terça-feira (30), que ele havia confirmado presença.

A presença de Frias na audiência, que serviria para que o ex-galã falasse sobre suas propostas para a Cultura, seria realizada por videoconferência, e os deputados que estavam presentes ficaram esperando o secretário aparecer por quase uma hora e meia – e ele não deu as caras.

Com informações do Estadão


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum