Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de outubro de 2019, 20h15

Menino que vende balas na rua se junta a músicos em Santos (SP) e vídeo viraliza

"Surge sem o menor aviso um menino e uma flauta. Ele se aproxima com a flauta próxima da boca e começa a tocar numa Jam insólita com os músicos", conta o dono da livraria que sediou o encontro

Reprodução/Facebook

Um vídeo de um menino com sua flauta doce e dois músicos com uma flauta transversal e um violão tem ganhado repercussão nas redes. Filmados em frente a uma livraria, o encontro emociona quem assiste com a sutileza da parceria, que aconteceu de forma inesperada durante apresentação da dupla “Choro de Bolso” em uma livraria na cidade de Santos (SP) na última sexta-feira (4). O menino é Samuel Randis e ele vende balas pelas ruas da cidade do litoral paulista.

“A apresentação seguia com desenvoltura, Débora e Canduta, flauta transversal e violão preenchendo com melodias o fim de tarde na livraria, um bom público presente, tudo lindo e eis que surge sem o menor aviso um menino e uma flauta. Ele se aproxima com a flauta próxima da boca e começa a tocar numa Jam insólita com os músicos”, conta o livreiro José Luiz Taham, responsável pela Realejo Livros.

Tahan conta que a dupla toca junto há mais de 15 anos no local e se emocionou quando assistiu ao vídeo que já teve mais de dez mil visualizações no Facebook e quase mil compartilhamentos.

A música que gerou esse encontro foi Aquarela, de Toquinho. “Eles foram se entrosando na nossa calçada, o público entendeu a beleza do encontro, a Thelma, nossa amiga, leitora, publicitária e neste caso, cinegrafista móbile postou um belo vídeo nas redes sociais (como acham que estou descrevendo tudo isso?) e pronto, a Jam virou um fenômeno, dezenas de milhares de pessoas já assistiram e compartilharam”, diz ainda.

“Espero viver mais momentos mágicos na nossa calçada, espero também que o Samuel (esse é o nome do menino) consiga se tornar músico, mas que antes de tudo seja acolhido como indivíduo, que tenha sorte no seu caminho”, finaliza o livreiro.

Assista ao vídeo:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum