Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de maio de 2019, 15h20

Mercado de livros tem queda de mais de 20% em 2019

O setor aguarda o mês de maio e os reflexos que o Dia das Mães, uma das principais datas no calendário anual do varejo vai representar para as vendas de livros

Foto: Commons

De acordo com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), o mercado de livros teve queda de 20,3% no volume de vendas e 19,2% no faturamento nos primeiros quatro meses de 2019, com relação ao mesmo período do ano passado.

De janeiro a abril de 2019, foram comercializados 12,2 milhões de livros, enquanto que em 2018 o total registrado foi de 15,3 milhões.

Abril foi mais um mês em queda de faturamento e volume de vendas, com um declínio de 12,2% em volume de livros comercializados e o faturamento teve redução de 11%.

No mesmo período de 2018, o volume de vendas era de 3,27 milhões de exemplares e neste ano passou para 2,86 milhões, o que representa uma diminuição no faturamento nominal de R$ 138,967 milhões para R$ 123,820 milhões.

O desconto médio das publicações segue em patamares abaixo dos registrados em 2018, o que representa a adoção de políticas comerciais mais saudáveis para o comércio de livros. No acumulado do ano a variação é de 4 pontos percentuais em desconto.

O setor aguarda o mês de maio e os reflexos que o Dia das Mães, uma das principais datas no calendário anual do varejo vai representar para as vendas de livros.

Os dados foram apresentados no 4º Painel das Vendas de Livros no Brasil em 2019, apresentados pelo Nielsen Bookscan e pelo SNEL. Os números têm como base o resultado da Nielsen Bookscan Brasil, que apura as vendas das principais

Nielsen Bookscan é o primeiro serviço de monitoramento de vendas de livros no mundo, presente em dez países. O SNEL divulga o Painel das Vendas de Livros no Brasil a cada quatro semanas.

Criado em 1940, o SNEL tem como finalidade o estudo e a coordenação das atividades editoriais, bem como a proteção e a representação legal da categoria de editores de livros e publicações culturais em todo o Brasil.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum