Morre o pentacampeão do carnaval carioca Dominguinhos do Estácio

Dominguinhos estava internado desde o dia 11 de maio, no Hospital Azevedo Lima, em Niterói. Ele iria completar 80 anos em agosto

O compositor e intérprete de samba-enredo pentacampeão do carnaval carioca, Dominguinhos do Estácio, morreu na noite de domingo (30), aos 79 anos, em consequência de uma hemorragia cerebral.

Dominguinhos estava internado desde o dia 11 de maio, no Hospital Azevedo Lima, em Niterói. Ele iria completar 80 anos em agosto.

O artista foi campeão do carnaval carioca pela Imperatriz Leopoldinense em duas ocasiões: em 1981, com “Só dá Lalá”, e em 1989 com “Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós”.

Ao longo da vida, ele levantou a taça de campeão do carnaval cinco vezes.

Em 2020, ele sofreu um infarto depois do desfile da Viradouro e foi do Sambódromo direto para o hospital. Além da agremiação de Niterói, ele também teve passagem pela Grande Rio.

Dominguinhos deixa cinco filhos. O sobrenome, Estácio, vem do bairro onde Dominguinhos morou, na Região Central do Rio. Ainda não há informações sobre o enterro.

A conta de Dominguinhos no Instagram comunicou a morte. “É com muita tristeza que viemos através dessa rede social comunicar o falecimento do nosso querido mestre, Dominguinhos do Estácio. O mesmo seguia internado desde o dia 11 de maio em decorrência de complicações em seu quadro de saúde e na noite do dia 30 o cantor e intérprete Dominguinhos do Estácio veio a óbito. Que nossa senhora de Nazaré o receba de braços abertos. Desejamos nossos pêsames a todos os amigos e familiares”, diz a publicação.

Com informações do G1

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.