Fórumcast, o podcast da Fórum
27 de agosto de 2017, 10h17

Morre Wilson das Neves, o nome do samba

Das Neves será velado na manhã deste domingo (28) na quadra da escola de samba Império Serrano, em Madureira, zona norte da cidade.

Das Neves será velado na manhã deste domingo (28) na quadra da escola de samba Império Serrano, em Madureira, zona norte da cidade.

Da Redação*

Depois de lutar contra o câncer, morreu na noite deste sábado (26) o sambista carioca Wilson das Neves, 81, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro.

Das Neves será velado na manhã deste domingo (28) na quadra da escola de samba Império Serrano, em Madureira, zona norte da cidade.

Com 60 anos de carreira, Neves era um dos bateristas mais requisitados do país e referência do samba e da MPB. Ele já tocou com nomes como Caetano Veloso, Elis Regina, Clara Nunes, Cartola, Nelson Cavaquinho, João Nogueira e Sarah Vaughan, além de ser baterista da banda de Chico Buarque há mais de 30 anos.

Lançou-se como cantor em 1996, com o disco “O Som Sagrado de Wilson das Neves”, que tem participações de Paulo César Pinheiro e Chico Buarque e foi condecorado com o Prêmio da Música Brasileira.

Gravou outros três discos como intérprete, “Brasão de Orfeu” (2004), “Pra Gente Fazer Mais Um Samba” (2010) e “Se me Chamar, Ô Sorte” (2013), todos marcados por sambas elegantes e melodias bem elaboradas.

O músico também era conhecido por usar o bordão “ô sorte” que, segundo ele, foi criado pelo compositor e cantor Roberto Ribeiro.

Aliás o bordão fez parte do nome da biografia de Neves, entitulado “Ô Sorte! Memórias de um Imperador”, lançada no ano passado em comemoração ao seu aniversário de 80 anos. Publicado pela Editora Multifoco narra a vida e obra do artista.

Em 2010, a vida e obra de Das Neves também foi tema do documentário “O Samba é Meu Dom”, do cineasta mineiro Cristiano Abud.

REPERCUSSÃO

Nas redes sociais escola de samba Império Serrano, da qual Das Neves fazia parte, anunciou a morte no final da noite deste sábado. Artistas também lamentaram a morte do cantor e prestaram homenagens.

A Império Serrano declarou luto oficial de três dias pela morte de Das Neves.

 

O cantor Zeca Pagodinho publicou uma foto do sambista, lamentou a sua morte e ressaltou a sua importância para a música popular brasileira.

O compositor e cantor Chico Buarque homenageou o artista publicando uma foto dos dois juntos no palco no Instagram.

*Com informações da Folha

Foto: Daryan Dornelles/Divulgação


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum