Museu virtual com obra de Itamar Assumpção entra no ar dia 20 de novembro

O museu, que neste primeiro momento será totalmente virtual, terá direção geral de sua filha Anelis Assumpção e será o primeiro do Brasil com tradução em Iorubá

No próximo 20 de novembro, dia da Consciência Negra, será inaugurado o Museu Itamar Assumpção – MU.ITA, um museu virtual com a obra, vida e trajetória do cantor e compositor Itamar Assumpção.

O museu, que neste primeiro momento será totalmente virtual, terá direção geral de sua filha Anelis Assumpção e foi concebido a partir do Edital Petrobras Cultural Chamada Música em Movimento 2018. O Museu Itamar será o primeiro do Brasil com tradução em Iorubá.

O MU.ITA contará com uma exposição permanente sobre Itamar, com um acervo de mais de 2.000 itens, além de exposições de curta duração que contemplarão artistas contemporâneos e/ou que tenham convergência de linguagem do artista.

A curadoria do espaço será de Anelis Assumpção, Frederico Teixeira, Rosa Couto e Ana Maria Gonçalves (autora do livro Um defeito de cor). O MU.ITA pretende ser a principal fonte de pesquisa sobre o artista e abrigará um vasto acervo com fotos, vídeos, músicas, textos, figurinos e acessórios originais, histórias, teses acadêmicas sobre sua obra, depoimentos e apresentações.

Itamar Assumpção é um dos principais nomes da chamada vanguarda paulistana do final dos anos 70, início dos 80, ao lado de Arrigo Barnabé, Premê (Premeditando o Breque), Grupo Rumo, Língua de Trapo, Tiago Araripe entre outros.

Gravou nove álbuns, entre eles o lendário ‘Beleleu, Leleu, Eu’, pelo selo Lira Paulistana. Seus shows eram verdadeiros espetáculos teatrais, com destaque para suas performances. Itamar morreu em decorrência de um câncer, em 12 de junho de 2003, aos 53 anos.

“O Museu Virtual Itamar Assumpção nada mais é que o reconhecimento da grandiosidade da vida e da obra de um dos mais profundos artistas surgidos entre nós ao longo dessa história de sofrimento, luta e superação do negro na formação do Brasil. Não me toquem nessa dor. Sofrer vai ser a minha última obra, ressoam as palavras de Paulo Leminski na voz da melodia audaz de Itamar a escandir seus versos comoventes. Memória preta. Possibilidade negra de existir. Fonte cristalina de fluidos ancestrais”, afirma o cantor e compositor Gilberto Gil.

SERVIÇO:
www.itamarassumpcao.com.br (vai entrar no ar no dia 20 de novembro)
Museu Virtual Itamar Assumpção: pesquisa, catalogação e acesso gratuito ao acervo
de Itamar Assumpção.
Show de lançamento: Anelis Assumpção canta Itamar, com direção de Ava Rocha.
Acesso: gratuito, pela internet no link do MU.ITA a partir das 21h no dia 20 de
novembro

Com informações do Portal Geledés

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.