Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de janeiro de 2020, 16h18

Na abertura do Globo de Ouro, Ricky Gervais critica grandes corporações em discurso ácido

Direitistas confusos entenderam que as críticas aos discursos políticos seriam sobre "atacar o Trump"

Reprodução

Ricky Gervais criticou a postura hipócrita de Hollywood, as grandes corporações e fez piadas incômodas na cerimônia do Globo de Ouro realizada neste domingo (5). Surpresa alguma para quem conhece seu humor e seu posicionamento: ele é um ateu ferrenho e bate em geral.

“Vocês vão ficar contentes em saber que é o último ano que vou apresentar o evento, então, eu não ligo mais”, disse ele logo no discurso de abertura.

“Vocês dizem que acordaram, mas as empresas para as quais trabalham são Apple, Amazon, Disney; se o Estado Islâmico começar um serviço de streaming, todos vocês iriam ligar correndo para seus agentes… Vocês não estão em posição de ficar dando palestra pro público sobre qualquer coisa. Vocês não sabem nada sobre o mundo real e a maioria de vocês passou menos tempo na escola do que Greta Thunberg. Então, se você ganhar, não use este lugar para fazer um discurso político. Apenas receba seu premiozinho, agradeça ao seu agente, seu Deus e caia fora”.

O que Ricky fez, nesta fala, foi criticar a bolha de Hollywood e a opulência de seus estilos de vida, carros, mansões e deu sua usual cutucada em religiões. Ainda que muitos dos artistas sejam entusiastas das causas sociais e climáticas,  quando vivemos dentro deste sistema capitalista, podem acontecer contradições (não, comunista de Iphone não é uma delas, ok? Se a classe operária tudo produz, a ela até o Iphone pertence).

E é claro que o próprio Gervais faz parte dessa estrutura. Ou alguém acha que ele está lá de graça? Que seu terno foi comprado num brechó sustentável, que ele não trabalha com grandes corporações? Sua persona sempre foi agressiva e nem caberia dizer “nós” em vez de “vocês”, pois está subentendido. Ele está lá, não está? E levar as pessoas a fazer uma autocrítica também é um discurso político.

Pra quem achou que ele estava perto de defender o Trump ou o ataque ao Irã, vai bem uma passadinha no Google pra entender qual é a do humorista: ele critica todo mundo e está longe de ser um patriota conservador como alguns dos equivocados que entenderam seu discurso como algum tipo de endosso. Ele estava apenas cumprindo seu papel de ser desagradável.

Como nestas piadas, que também foram feitas por ele na premiação:

“Foi um grande ano para filmes de pedófilos: ‘Surviving R. Kelly’, ‘Finding Neverland’, ‘Dois papas'”.

“Não vamos ter in memorian, não tinha diversidade, só tinha branco”.

“‘O irlandês’ é bom, mas tão longo que DiCaprio foi ver o filme e quando ele terminou sua acompanhante já era velha demais pra ele.”


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum