Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de fevereiro de 2019, 16h35

Na rota de Bolsonaro do extermínio à Cultura, Caixa retira patrocínio do Cine Belas Artes

No começo do mês, ela anunciou que o Programa Petrobras Cultural será amplamente revisto e vai priorizar a educação infantil e a Orquestra Petrobras

Foto: Divulgação

A Caixa Econômica Federal deixará de patrocinar o Cine Belas Artes, de São Paulo. O cinema deve voltar a ter a marca apenas de Belas Artes. Só o valor do aluguel do espaço está em R$ 2 milhões por ano.

O Belas Artes foi reaberto em 2014, quando passou a se chamar Cine Caixa Belas Artes por causa do novo patrocínio. O tradicional prédio estava fechado há mais de três anos. A reabertura atraiu uma multidão de cinéfilos e a fila do público chegou a alcançar a rua Bela Cintra. Além disso, parte da Rua da Consolação também ficou interditada.

A Caixa é mais uma das estatais que vai passar por reestruturação de apoios culturais ligados à Lei Rouanet, como informou o presidente Jair Bolsonaro. No começo do mês, ela anunciou que o Programa Petrobras Cultural será amplamente revisto e vai priorizar a educação infantil e a Orquestra Petrobras. Outros setores como teatro, cinema e música, deverão sofrer grande impacto com as novas medidas.

A medida provocou a reação de diversos artistas e fazedores de cultura. Com raras exceções, o clima geral foi de desolação, mas não de surpresa. Era mesmo, de acordo com a opinião predominante, o que se poderia esperar deste governo.

O Cine Belas Artes calcula que, durante o período do patrocínio, o nome da Caixa teve 1.150 inserções da chamada mídia espontânea (não paga) graças à parceria com o cinema. Isso equivaleria a R$ 6,5 milhões se a empresa tivesse de pagar por anúncios.

O fim do patrocínio da Caixa pode inviabilizar o funcionamento do cinema.

Com informações da Exame

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum