Oscar: filme brasileiro indicado é “brega pra cacete”, diz o próprio diretor; veja o trailer aqui

Aly Muritiba, diretor de "Deserto Particular", se surpreendeu com indicação; ele achava que o indicado seria "7 Prisioneiros", com Rodrigo Santoro e Christian Malheiros, que trata sobre trabalho escravo

Aly Muritiba, o próprio diretor do filme “Deserto Particular” se surpreendeu com a indicação de seu filme para ser o brasileiro que vai disputar o Oscar na categoria de Melhor Filme Internacional.

Para o cineasta baiano, o indicado seria “7 Prisioneiros“, título da Netflix estrelado por Rodrigo Santoro e Christian Malheiros, que trata sobre trabalho escravo.

“Eu sabia que tinham outros 14 filmes muito bons que também concorreriam. E eu achava de verdade que ia rolar para o ‘7 Prisioneiros’, todo mundo estava me dizendo isso”, disse.

O diretor disse ainda acreditar que “Deserto Partcular” é um “filme brega pra cacete”, pois além de falar de amor toca Barões da Pisadinha e Bonnie Tyler”.

Uma história de amor

O longa acompanha o policial Daniel (Antonio Saboia), que mora em Curitiba (PR) e se apaixona virtualmente por Sara, de Sobradinho, na Bahia. Ao não ver mais sentido em sua vida, o homem decide dirigir até a amada, no entanto, Sara na verdade é Robson (Pedro Fasanaro).

A trama surgiu de um argumento criado em 2016 por Henrique dos Santos, quem divide o roteiro com Muritiba. Segundo o diretor, a narrativa era de um filme dramático. Porém, com o passar dos anos, a história foi se modificando.

“A gente entrou em uma espiral de ódio, disputas e brigas lá por volta de 2018 e aquilo estava me adoecendo”, conta o diretor. “Terminei amizades, cortei relações com parentes… E eu, me tornando uma pessoa pior. E isso coincide com a hora que estávamos reescrevendo ‘Deserto Particular’, quando eu me apaixonei por uma pessoa — que sigo apaixonado até agora.”

Com informações da coluna Splash

Publicidade
Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR