Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de fevereiro de 2020, 16h02

Oscar Magrini vai parar nos TTs ao se incomodar com críticas da São Clemente a Bolsonaro: “Para quê isso?”

Ator apoia Bolsonaro e defendeu indicação de Regina Duarte

Foto: Reprodução TV Globo

O ator Oscar Magrini, que andava sumido, apareceu entra os assuntos mais comentados do Twitter, nesta terça-feira (25), após ser um dos poucos, senão o único entre seus colegas, a detonar a apresentação da escola de samba São Clemente, nesta segunda-feira, no sambódromo do Rio de Janeiro.

Ao assistir à apresentação da escola, com o samba-enredo “O Conto do Vigário”, composto, entre outros, por Marcelo Adnet, que estava caracterizado como Jair Bolsonaro e fez uma crítica ao atual presidente, o ator reclamou.

“Escola de samba é a alegria do povo, faz parte da história do Rio de Janeiro, em São Paulo chegou bem depois. Temos que falar do povo, da cultura, do nosso folclore. Se falar de política e de religião, enfraquece e divide as pessoas”, opinou.

Magrini apoia Bolsonaro desde a eleição e também defendeu a nomeação de Regina Duarte para a Secretaria Especial de Cultura.

“Para quê isso? Se é uma festa do povo, vamos fazer para o povo! O brasileiro já se ferra o ano todo, aí chega no Carnaval e faz crítica política. Esse país sempre foi pão e circo. Vamos falar de outras coisas. Aí vem com política. Eu acho um saco isso”, detonou.

Mulher tem que se colocar pra não instigar

Não é a primeira vez que Magrini se destaca por defender pautas nem um pouco progressistas. Por ocasião da denúncia de assédio sexual sofrida por José Mayer, ele afirmou, durante o programa de Fátima Bernardes, em 2017: “A mulher tem que saber se colocar para não instigar o outro”.

A apresentadora interrompeu a declaração e se posicionou sobre o comentário do ator: “Na verdade, Magrini, mais do que instigar, o outro tem que respeitar independentemente de como ela está“.

Antes disso, Magrini havia feito outros comentários sobre o assunto. “Acho que não só aqui na Globo, como em todos os lugares, sempre existe o assédio, da própria mulher também em cima do homem, mas a minha liberdade termina onde começa a sua. Deve ter havido muito assédio sim, essa menina chegou, se pronunciou, falou, tomaram-se medidas, a Globo veio pedir desculpas“, afirmou. “O Zé, um colega nosso, também se desculpou e acho que ter tido muita coisa, mas ninguém fala nada…“, acrescentou.

Com informações do UOL


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum