Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de outubro de 2019, 13h15

Osmar Terra exonera 19 servidores da Funarte sem consultar Roberto Alvim

Alvim reagiu: "Meu departamento inteiro foi exonerado, não sei se os nossos teatros sequer vão poder abrir hoje. Isso provoca a paralisação de todo o meu trabalho"

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O ministro Osmar Terra, da Cidadania, exonerou 19 servidores do Centro de Artes Cênicas da Funarte sem consultar o diretor Roberto Alvim sobre a decisão.

A informação foi publicada em portaria no Diário Oficial da União desta sexta (4).

Alvim reagiu, em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, na Folha: “Meu departamento inteiro foi exonerado, não sei se os nossos teatros sequer vão poder abrir hoje. Isso provoca a paralisação de todo o meu trabalho”, afirma.

Momento preocupante

Jorge Lemos, presidente da Asserte (Associação de Servidores da Funarte), afirmou que “o momento é preocupante para esta fundação pública, pois não apenas sua autonomia vem sendo desconsiderada como princípios fundamentais da administração pública como a legalidade, a impessoalidade e a moralidade estão cada vez mais em xeque”, diz. “O controle social é fundamental para que a Funarte permaneça como instituição pública e não de governo”, segue Lemos.

A Funarte, via assessoria de imprensa, afirma que “o Centro de Artes Cênicas da instituição pretende estudar cada caso e avaliar se solicitará anulação para alguns deles. Quanto aos cargos que ficarem vagos, pretende recrutar novos colaboradores técnicos, tanto na própria Funarte quanto fora da instituição”.

O ministério, via assessoria de imprensa, diz que não irá comentar.

Roberto Alvim, que se tornou diretor da Funarte após chorar em entrevista dizendo que sua carreira acabou por apoiar o presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ), conseguiu alguma notoriedade após chamar Fernanda Montenegro de sórdida por “deturpar os valores mais nobres de nossa civilização, denegrindo nossa sagrada herança judaico-cristã”.

Nesta sexta-feira, a Fórum publicou matéria sobre o Projeto de Revitalização da Rede Federal de Teatros, criado por Roberto Alvim. O projeto prevê que o Teatro Glauce Rocha, no centro do Rio, seja transformado “no primeiro teatro do país dedicado ao público cristão”.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum