Presidente da Fundação Palmares chama “negro do Carrefour” de marginal, ao comentar filme “Marighella”

Filme de Wagner Moura sobre o militar que lutou contra a ditadura estreia na capital baiana, sob protestos de Sérgio Camargo

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, chamou o “negro do Carrefour” de marginal, nesta quarta-feira (25), no Twitter, ao comentar a estreia do filme “Marighella” em Salvador.

Camargo retuitou manchete do Hypeness afirmando que o filme driblou a censura e vai estrear na capital baiana.

Contrariado, Camargo afirmou que “o terrorista comunista Marighella era branco! – O filme não sofreu censura alguma! – Marginais não representam os pretos honrados do Brasil, seja Marighella, Madame Satã ou o negro do Carrefour. – Cada um gasta seu dinheiro como quiser. O meu nunca terão!”

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR