Presidente da Universal Music Brasil é acusado de internar esposa à força

Inconformado com separação, Paulo Lima contou com ajuda da sogra para internar esposa; laudos atestam que ela nunca sofreu de distúrbios mentais

A professora e escritora Helena Tavares de Souza Lima registrou ocorrência contra seu marido, o executivo Paulo Lima, presidente da Universal Music Brasil, o acusando de tê-la mantido em “cárcere privado” por não se conformar com o pedido de separação. Helena ficou internada contra sua vontade em uma clínica psiquiátrica durante três semanas.

Um inquérito foi instaurado e agora o relatório final está prestes a ser encaminhado ao Ministério Público do Rio. Se a denúncia for aceita, Lima, detentor de uma das canetas mais influentes do mundo da música, se tornará réu no processo que determinará se cometeu violência contra a própria mulher ao interná-la.

No inquérito, de acordo com reportagem da Veja, mais de dez pessoas prestaram depoimento e cinco especialistas, entre médicos e psicólogos, enviaram laudos sobre o estado de saúde de Helena, a grande maioria atestando que ela nunca sofreu de distúrbios mentais.

Lima, por sua vez, afirma que percebeu “mudanças comportamentais” em Helena, entre as quais “cheiro de bebida” e decisões contraditórias na época em que ela pediu a separação e que, quando o corpo médico da clínica recomendou que permanecesse lá, achou que era o melhor a fazer.

Os advogados do executivo insistem que o processo de internação “foi indicado e conduzido por três médicos especialistas, que atestaram a necessidade da medida”. Já o psiquiatra e psicanalista Manoel Castro Sá, terapeuta de Helena há três anos, declarou à polícia que sua paciente nunca apresentou qualquer transtorno psiquiátrico, não fazia uso de psicofármacos e não se qualificava para uma internação involuntária.

Castro Sá afirma que repassou sua opinião ao médico Leonardo Lessa, contratado por Paulo Lima para atender Helena na clínica. Lessa teria respondido que ela, de fato, demonstrava lucidez nas consultas — o que não o impediu de lhe receitar estabilizadores de humor.

De acordo com Helena, Lessa lhe disse que se ela desistisse da separação, teria alta rapidamente. Helena foi levada à clínica à força três semanas depois de pedir o divórcio de Lima, com quem estava casada há 24 anos e tem duas filhas.

Lima ainda invadiu a conta de e-mail dela e mostrou suas conversas com o novo namorado para a sogra, Maria Luiza Baugmarten, convencendo-a a autorizar a internação da filha como tentativa de salvar o casamento.

Publicidade

Com informações da Veja

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR