Fórumcast #20
16 de janeiro de 2019, 22h26

Produtores liberam filme online para estimular debate sobre riscos do decreto da arma de fogo

Os produtores do curta-metragem "Avalanche", após o decreto de Bolsonaro que facilitou a posse de arma de fogo, liberaram o filme por 72 horas na internet para fazer um alerta sobre os riscos da medida; filme fala sobre família que teve casa invadida por assaltantes e adquiriu arma para se "defender"

Reprodução

Os produtores do curta-metragem “Avalanche”, premiado filme alagoano lançado em 2016, decidiram desta quarta-feira (16) liberar a íntegra da obra na internet por 72 horas. A ideia é estimular o debate sobre os riscos do decreto assinado por Jair Bolsonaro que facilita o porte de arma de fogo.

O curta-metragem trata da história de uma família do agreste alagoano que tem a casa invadida por assaltantes e, como reação, o pai compra uma arma para se “defender”.

“Hoje, diante do decreto do presidente Jair Bolsonaro que flexibiliza a posse de armas de fogo, decidimos liberar o acesso ao filme na internet por 72 horas, como uma forma de provocar uma discussão sobre os riscos que a medida pode trazer para todos nós.  ‘Avalanche’ é um curta-metragem que discute a cultura da violência. Uma violência arraigada em nossos costumes como uma tradição que nos acompanha há muitos séculos. E continua a ser aceita e alimentada por uma parcela da sociedade nos dias atuais”, escreveram os produtores.

Veja também:  Alunos e professores do Cefet-RJ fazem barreira humana em protesto contra interventor bolsonarista

O filme está disponível na plataforma Viemo.

Assista.

AVALANCHE from Rafhael Barbosa on Vimeo.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum