Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de fevereiro de 2019, 16h11

Projeto Raízes lança a antologia poética “Negras de lá, Negras daqui”

Obra reúne os trabalhos de oito escritoras negras, sendo quatro de África e quatro do Brasil

Foto: Divulgação

Por Lwiza Gannibal

O livro “Negras de lá, Negras daqui” traz à baila o aspecto mais importante da formação da identidade em África: o relacional. E leva essa noção a um nível intercontinental, uma vez que une mulheres negras da diáspora e do continente em uma só obra, promovendo o diálogo entre perspectivas que, a despeito de unidas pela ancestralidade comum, estão inexoravelmente distantes no espaço.

Herdeiras dos males da colonização e da escravidão que, de uma forma ou de outra, aflige a memória dos africanos e de seus descendentes, causando rupturas de toda sorte, essas mulheres são impelidas, assim, a reivindicar o que possuem de mais essencial: sua africanidade. Mas como fazê-lo em um mundo sabidamente hostil ao ser negro e feminino?

Eis a poesia: rebento da inspiração que faz da poetiza o veículo de um ânimo ancestral. A mulher negra fala por si, mas fala também pelas inúmeras mulheres negras que a precederam e foram silenciadas.

Tula Pilar, Patrícia Ashanti, Tata Alves e Lívia Prado, do Brasil. Helena Dias e Tuekiava, de Angola. E Melita Matsinhe e Eliana Zualo, de Moçambique, são, portanto, as mulheres que compõem a Antologia Internacional de Escritoras Negras África-Brasil “Negras de lá, Negras daqui”, que terá seu lançamento no Aparelha Luzia, no Centro Cultural Santo Amaro e na Casa das Rosas, em São Paulo.

Um precioso encontro que evoca signos de uma resistência coletiva. Uma oportunidade de reaver as afinidades compartilhadas no trânsito dos séculos; de reafirmar a negritude da pele, dos traços, da alma parida em África, através da linguagem poética.

Uma celebração da mulher negra, pan-africana, que, como a Mãe-África, de cujo ventre nasceram tantos povos e tradições, dão à luz poemas que perfazem, em conjunto, um retrilhar identitário.

Serviço:

Lançamento do Livro “Negras de lá, Negras daqui”

Aparelha Luzia:

Sexta feira, 22/02, às 20 horas.

Centro Cultural Santo Amaro:

Sábado, 23/02, às 18 horas.

Casa das Rosas:

Quinta-feira, 28/02, às 18 horas.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum