Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de Maio de 2019, 15h39

Ricardo Tacuchian comemora 80 anos com estreias, homenagens e gravações de sua obra

A obra do compositor erudito brasileiro é tocada em praticamente todos os países da Europa e das Américas

Foto: Stefano Aguiar/Divulgação

O compositor e regente Ricardo Tacuchian, um dos mais prestigiados do país, comemora 80 anos de idade e mais de 50 de carreira. Por conta disso, várias comemorações acontecerão ao longo do ano. Além disso, obras suas terão estreias nacionais em CDs, com previsão de lançamento até o final de 2019.

No Rio, as festividades começam no fim deste mês: seu “Quarteto de Cordas Nº 5” será apresentado pelo Quarteto Radamés Gnattali, no dia 31 de maio, na Sala Cecília Meireles, e, em seguida, “Cinco Miniaturas para viola e piano”, na leitura do Duo Burajiru, no Planetário da Gávea, dia 1 de junho. No dia 5 de maio, a Sala Cecília Meireles volta a ecoar sua música, no Espaço Guiomar Novaes, com o Quarteto Kalimera apresentando o seu “Quarteto de Cordas nº 1 “JUVENIL”.

Sua obra é tocada em praticamente todos os países da Europa e das Américas, com cerca de duas mil apresentações ao vivo e acaba de chegar também na China, no Quindao Grand Theatre. Sua peça “Pimenta Malagueta” foi aplaudida de pé por lá, no último dia 5, com a interpretação do violinista Alessandro Borgomanero.

Em um ano marcado por profundos cortes na Cultura e, sobretudo, na música clássica, sua “Sinfonia das Florestas” terá estreia nacional na Sala Cecília Meireles, já confirmada para julho, dia 12, com a Orquestra Sinfônica Nacional da UFF, sob regência de Tobias Volkmann. Escrita em 2012 em quatro movimentos para orquestra sinfônica e solo de soprano, a obra só foi apresentada fora do país, em 2013, quando teve sua estreia mundial nas três cidades de Castilla e Léon (Espanha), pela Orquesta Sinfónica del Conservatorio Superior de Música de Castilla-León.

Ao longo do ano, estão previstos diversos registros fonográficos de suas composições: “Pimenta Malagueta”, para violino solo, estará no CD do grupo Imago Mundi; a pianista Martha Marchena fez a gravação de “Il fait du soleil” para a Rádio Nacional de Espana/Radio Clasica; o Duo Burajiru lançará um disco com sua obra completa para viola; “Gengibre” ganhará o registro no CD de Philip Doyle (trompa solo); e o saxofonista Pedro Bittencourt fará sua leitura para “Delaware Park Suite” (para saxofone e piano).

Em agosto, a Banda Sinfônica Paulista apresentará outras de suas peças, no Teatro Luiz Gonzaga, na capital paulista: “Nova Friburgo”(dobrado), “Fátima” (valsa) e “Festa de Quintal” (maxixe). Já em outubro, o Encontro Fred Schneiter de Violão deste ano, no Rio, será dedicado a Tacuchian: sua obra “Paráfrase IV” será a peça de confronto do concurso. Durante o evento, está programada a primeira audição mundial de sua“Sonata para Violão”, executada por Mario da Silva. No fim do ano, o barítono Marcelo Coutinho fará um recital integralmente dedicado à música vocal do compositor.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum