Ruy Ohtake morre em São Paulo aos 83 anos

Suas obras são reconhecidas de longe pela capital – com destaque para o Hotel Unique, o Instituto Tomie Ohtake e o Edifício Santa Catarina

Morreu neste sábado (27), aos 83 anos, em São Paulo, em decorrência de uma mielodisplasia – um tipo de câncer de medula –, o arquiteto Ruy Ohtake. As informações são se sua assessoria.

O arquiteto era filho da artista plástica japonesa, naturalizada brasileira, Tomie Ohtake. Um velório fechado será realizado em sua residência, apenas para familiares. Ruy será cremado.

Suas obras são reconhecidas de longe pela capital – com destaque para o Hotel Unique, o Instituto Tomie Ohtake e o Edifício Santa Catarina.

Redondinhos em Heliópolis

O projeto do conjunto habitacional em Heliópolis, na Zona Sul de São Paulo, que recebeu o apelido de “redondinhos”, também é dele. A obra conta com 19 edifícios residenciais cilíndricos com fachadas coloridas.

Outra de suas obras é o Parque Ecológico do Tietê, e o Expresso Tiradentes, ambos em São Paulo.

Ruy nasceu na cidade de São Paulo e se formou pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU), em 1960.

O arquiteto também deu aulas na Faculdade de Arquitetura do Mackenzie, e na Universidade Católica de Santos – onde recebeu o título de professor emérito em 2007.

Haddad

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, comentou a morte do arquiteto em sua conta do Twitter:

Publicidade

“Ruy Ohtake se foi. Era um amigo querido. Sua arte se espalhou por São Paulo, no centro e na periferia. Gostava de gente. Grande perda.”

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.