terça-feira, 29 set 2020
Publicidade

Sindicato dos Artistas processa diretor que chamou Fernanda Montenegro de “sórdida”

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo publicada nesta quinta-feira (26), o Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões de SP (Sated-SP) protocolou uma ação judicial contra o diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte e ex-diretor teatral Roberto Alvim.

O sindicato pede R$ 30 mil de indenização por danos morais coletivos contra a classe artística. Além de chamar a atriz Fernanda Montenegro de “sórdida” nas redes sociais, ele disse que a categoria “que aí está” é “radicalmente podre”, com “gente hipócrita e canalha”.

Caso vença a causa, o Sated-SP doará os recursos para um fundo social voltado para a categoria de artistas e técnicos do estado de SP. O sindicato pede ainda a remoção das publicações e que o diretor publique em sua página os termos de uma eventual sentença.

Alvim, por sua vez, afirmou que a ação é contra a “liberdade de expressão” e visa “enfraquecer o governo de Jair Bolsonaro”. “Se formos por esse caminho, eu e milhões de brasileiros poderíamos processar uma série de atores que comparam o presidente a Hitler”, afirma.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.