STJ julga na próxima semana de quem é espólio da banda Legião Urbana

Giuliano Manfredini, herdeiro de Renato Russo, de um lado, Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá de outro, disputam autorização para utilizar o nome banda

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) vai julgar, nesta próxima terça-feira (4), a competência da ação que discute a propriedade da marca Legião Urbana.

De acordo com recurso impetrado pelos advogados da Legião Urbana Produções Artísticas, empresa que pertence a Giuliano Manfredini, herdeiro de Renato Russo, a decisão do TJ-RJ, que deu a Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá autorização para utilizar o nome banda, foi concedida na instância errada.

A marca é registrada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), autarquia federal. Por conta disso, os advogados consideram que a competência para decidir sobre o uso da marca seria a Justiça Federal.

Se a tese for aceita, todo o processo pode ser anulado.

Com informações da coluna de Lauro Jardim

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.