Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
15 de fevereiro de 2019, 14h45

Wagner Moura diz que país vive “situação horrorosa” com presidente “racista e homofóbico”

Estreando na direção com o filme "Marighella", Moura acredita que, em razão da repercussão do filme, vai "enfrentar muita merda" quando voltar ao Brasil

Wagner Moura e Seu Jorge, em set de filmagens de Marighella (Divulgação)

Estreando no papel de diretor com “Marighella”, Wagner Moura disse nesta sexta-feira (15), um dia após apresentação do filme no Festival de Berlim, que o país vive hoje “uma situação horrorosa”, com um presidente “abertamente racista e homofóbico”. As informações são de Guilherme Genestreti, na Folha de S.Paulo.

Moura disse que o filme não é resposta a nenhum governo específico, mas, “obviamente, pode ser lido assim até por ser um dos primeiros produtos culturais do Brasil que está em contraste com o grupo que está no poder”.

O diretor, que protagonizou Capitão Nascimento em Tropa de Elite, acredita que, em razão da repercussão do filme, vai “enfrentar muita merda” quando voltar ao Brasil. A obra ainda não tem data de lançamento nos cinemas brasileiros.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum