Fórumcast, o podcast da Fórum
15 de fevereiro de 2019, 14h45

Wagner Moura diz que país vive “situação horrorosa” com presidente “racista e homofóbico”

Estreando na direção com o filme "Marighella", Moura acredita que, em razão da repercussão do filme, vai "enfrentar muita merda" quando voltar ao Brasil

Wagner Moura e Seu Jorge, em set de filmagens de Marighella (Divulgação)

Estreando no papel de diretor com “Marighella”, Wagner Moura disse nesta sexta-feira (15), um dia após apresentação do filme no Festival de Berlim, que o país vive hoje “uma situação horrorosa”, com um presidente “abertamente racista e homofóbico”. As informações são de Guilherme Genestreti, na Folha de S.Paulo.

Moura disse que o filme não é resposta a nenhum governo específico, mas, “obviamente, pode ser lido assim até por ser um dos primeiros produtos culturais do Brasil que está em contraste com o grupo que está no poder”.

O diretor, que protagonizou Capitão Nascimento em Tropa de Elite, acredita que, em razão da repercussão do filme, vai “enfrentar muita merda” quando voltar ao Brasil. A obra ainda não tem data de lançamento nos cinemas brasileiros.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Veja também:  Após acordão, presidente do Paraguai derruba impeachment por caso de Itaipu, que envolve clã Bolsonaro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum