MEMIFICAÇÃO

DataFórum: perfil de Lula no Twitter aposta no humor e bomba na rede

Queda no preço dos combustíveis e saída de Randolfe Rodrigues da Rede também estiveram entre os principais assuntos

DataFórum: perfil de Lula no Twitter aposta no humor e bomba na rede.Créditos: Ricardo Stuckert
Escrito en DATAFÓRUM el

Levantamento DataFórum desta sexta-feira (19) mostra que o perfil oficial do presidente Lula no Twitter, ao apostar no humor e em interações com avatares humorísticos, bomba e viraliza na rede em questão. 

Ao chegar no Japão, o presidente Lula atualizou o seu status e revelou que já estava no país. O perfil humorístico Coronel Siqueira comentou e pediu uma prova, que o mandatário escrevesse em japonês para provar que estava na nação. O presidente, então, respondeu ao "Coronel". 

Além da interação humorística entre Lula e Coronel Siqueira, também gerou bastante memes e vídeos a queda de preço dos combustíveis após a Petrobrás mudar encerrar a PPI, instituída pelo ex-presidente Michel Temer (MDB). 

O anúncio do senador Randolfe Rodrigues, de que encaminhou pedido de desfiliação da Rede, causou burburinho na rede, mas, foi utilizado pela extrema direita para apontar "hipocrisias" de membros do governo Lula, a saber: nova agenda ambiental ou perfurar a foz do rio Amazônia em busca de petróleo? 

A extrema direita obteve 47% das menções no Twitter. Os progressistas, somados com a comunidade de humor, também tiveram 47%. 

Foram analisados 262.427 tweets a parir das tags lulaoficial, @lulaoficial, jairbolsonaro, @jairbolsonaro, lula, bolsonaro, @ptbrasil, ptbrasil, @plnacional_, plnacional_

 


Extrema direita

Na extrema direita, Randolfe foi ironizado por sua postura em relação ao veto do IBAMA à exploração de petróleo no Amapá. 

 

Marcos do Val insistiu em seu discurso delirante de que o governo Lula tem culpa nos atos de vandalismo de 8 de janeiro. 

Sérgio Moro atribuiu a cassação de Dallagnol, realizada pelo TSE, a um ato de vingança de Lula. Houve reclamação sobre o inquérito das fake news, com pedido para que a grande mídia também seja investigada. Influenciadores bolsonaristas comemoraram o aumento do desemprego.

 


Progressistas 

O maior destaque entre o campo progressista foi o tweet de Lula afirmando que chegou ao Japão e que a terra é redonda, o qual gerou uma interação bem-humorada do perfil de Coronel Siqueira e uma tréplica espirituosa de Lula. 

 

A queda no valor dos combustíveis também gerou bom engajamento, assim como o depoimento de Mauro Cid, com influenciadores afirmando que o silêncio do tenente-coronel é um mau sinal para Bolsonaro. 

 

Lula também divulgou um vídeo sobre o combate à exploração sexual de jovens e crianças, e a cassação do mandato de Dallagnol continuou repercutindo. Outra notícia bastante comemorada foi a formação de maioria no STF para condenar Fernando Collor por corrupção.

 

 


 

Humor / pró-Lula 

Neste grupo, Lula foi inserido com muito bom humor no contexto da cultura pop, e foram feitas diversas postagens brincando com o aniversário de casamento de Janja e Lula, afirmando que na época ele era apenas um senhor desempregado. 

 

Dallagnol também foi alvo de diversas chacotas, com a cassação de seu mandato sendo comemorada, bem como a redução no valor da gasolina, que gerou piadas com teor positivo para o governo. 

 

A postura da mídia em relação ao governo Lula foi alvo de críticas.

 


Direita ultraliberal

A cassação de Dallagnol continuou gerando lamentos, e circulou bastante um vídeo com uma fake news sobre a queda no preço do gás de cozinha, informando de maneira mentirosa que o botijão baixou apenas R$0,13. 

 

Houve também muitas reclamações sobre a "censura" ao Leo Lins, fazendo uma comparação entre Lula e Bolsonaro, afirmando que ambos "censuraram" comediantes.